OUÇA: População cerca guincho e impede Uber de ser recolhido em SL

(Imagem via Whats App)

Da redação

Um fato inusitado aconteceu no final da noite de ontem (01), em frente ao Shopping Rio Anil, em São Luís. Um veículo do Uber estava sendo recolhido pelo guincho quando a população em frente ao local tentou impedir o ato e cercou o veículo das autoridades. Taxistas e população estavam exaltados até que, após muito bate boca, o agente de trânsito não rebocou e nem apreendeu o veículo.

Ainda na semana passada foi revelado pelos motoristas do Uber à reportagem do Página 2, que os taxistas estariam chamando o Uber até o Rio Anil Shopping fingindo serem clientes para então serem apreendidos. A atitude que gerou revolta nos populares nas redes sociais, o que culminou no ato de defesa corporal.

É o que confirma o presidente da Comissão dos Motoristas Privados Parceiros de Aplicativos de São Luís (que, por motivos de segurança, preferiu não se identificar nesta reportagem). Ele informou à reportagem que o mesmo ocorreu na noite de ontem. “Um parceiro nosso foi solicitado para o Rio Anil shopping e chegando lá um taxista informou ao agente de trânsito que ele era Uber. O agente então solicitou a ele os documentos informou que o veículo estava sendo apreendido, mas a população viu a situação e interviu pelo motorista”, disse.

Ao todo, o aplicativo já tem 900 motoristas cadastrados, de acordo com a Comissão. Ainda segundo os membros, até o momento, três veículos do Uber já foram guinchados até o final de maio deste ano, sendo um em frente ao Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, o segundo também foi na entrada do Shopping Rio Anil, já o terceiro foi guinchado em frente ao Shopping da Ilha.

Ouça o áudio do momento do ‘barraco’ criado em frente ao Shopping Rio Anil:

Viva inaugura novos serviços em shopping no Ipase

Na tarde desta quinta-feira (25), o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon/MA) realizou a cerimônia de inauguração dos serviços da Receita Federal, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), da Central de Cartórios e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), no Viva do Shopping da Ilha.

A expansão de novos serviços no Viva marca a fase de descentralização das unidades em todo o Estado, iniciada em 2015 pelo Governo do Estado, que prioriza a excelência dos serviços públicos e o acesso aos direitos básicos dos cidadãos no Maranhão.

Pela Receita Federal, serão oferecidos os serviços de agendamento para atendimento presencial, parcelamento de débitos da Receita e procuradoria da fazenda, além de consultas de débitos da divida ativa da União. Na Sefaz, entre os serviços, estão os de emissão do Dare, IPVA, certidão negativa de débitos, certidão da divida ativa e benefícios fiscais (ICMS/IPVA).

Na Central de Cartórios, serão realizadas a emissão de certidões solicitadas em cartório e a 2ª via-Registro das pessoas naturais, do tabelionato de notas naturais, do registro de imóveis, do registro civil de pessoas jurídicas e, ainda, de títulos e documentos, e demais atividades inerentes ao Cartório.

No guichê da SMTT, o cidadão poderá optar pelos serviços de extrato de multa e emissão da credencial de pessoa com deficiência envolvendo idoso, pessoa com deficiência, oficial de Justiça e morador de praia.
Além dos serviços já citados, a unidade contará, também, com um totem do Cartório de Protestos que oferece consulta gratuita de protesto em todos os cartórios do Brasil conveniados ao CNP.

Durante a inauguração, o presidente do Procon/MA e do Viva, Duarte Júnior, pontuou as características mais fortes que resultaram na expansão dos novos serviços. “Nosso objetivo é desburocratizar e tornar o serviço público ainda mais rápido e eficiente. Por isso, estamos buscando parcerias com outros órgãos públicos, sem qualquer custo, para que eles possam utilizar a nossa estrutura e garantir serviços aos cidadãos, em um único local, com qualidade, conforto e segurança”, disse.

“Pelo totem do Cartório de Protestos, possibilitamos à população o acesso à existência do protesto ou não no seu CPF. Com isso, popularizamos não somente o nosso serviço como a eficiência do Viva em reunir serviços tão importantes em uma só estrutura”, afirmou Paulo de Tarso Guedes Carvalho, Presidente do Instituto de Protestos do Maranhão.