Sampaio empata com o Vitória e conquista inédita vaga para a semifinal da Copa do NE

Uma conquista histórica. O Sampaio Corrêa empatou em 0 a 0 com o Vitória-BA, na noite desta quinta-feira (24), no Estádio Barradão, e está nas semifinais da Copa do Nordeste.

O goleiro Andrey foi o craque do jogo. Defendeu pênalti cobrado por Neilton e fez várias defesas decisivas, que garantiram a classificação Tricolor.

O Sampaio venceu a primeira partida em São Luís por 3 a 0, no Estádio Castelão.

Agora, Bolívia vai enfrentar o ABC-RN na semifinal do Nordestão.

A próxima partida do time treinado pelo técnico Roberto Fonseca será contra a Ponte Preta, na próxima segunda-feira (27), às 20h, no Estádio Castelão.

 

Sampaio goleia o Vitória e fica a um passo das semifinais da Copa do Nordeste

O Sampaio Corrêa goleou o Vitória-BA por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (16), e deu um grande passo para conquistar inédita vaga na semifinal da Copa do Nordeste.

Os gols do Tricolor foram marcados por Bruninho, Maracás e Alysson.

Com a vitória, a Bolívia Querida poderá perder até por dois gols de diferença na partida de volta no Estádio Barradão, na próxima quinta-feira (24), em Salvador, para avançar às semifinais da Copa do Nordeste.

Veja os gols:

 

Sampaio vence, assume liderança e garante classificação para o mata-mata da Série C

O Sampaio venceu o Fortaleza por 2 a 0, na noite deste sábado (19), no Estádio Castelão, e assumiu a liderança isolada do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C.

Fernando Sobral e Hiltinho marcaram os gols da partida, um em cada tempo. Resultado que praticamente garante o Tricolor no mata-mata decisivo da competição e mantém o sonho do acesso à Série B vivo na mente dos bolivianos.

Após quatro vitórias seguidas, o Sampaio sai para fazer dois jogos fora de casa. Enfrenta o Salgueiro-PE, no próximo sábado (26) e o Clube do Remo, no domingo (03/09).

Vitória sobre o ASA mantém Sampaio no G-4 da Série C

O Sampaio Corrêa voltou a vencer no Castelão, somou mais três pontos e se consolidou no G4 do Grupo A da Série C com 19 pontos.

O time Boliviano venceu o ASA-AL por 1 a 0. O gol que garantiu a vitória Tricolor saiu dos pés de Felipe Marques, aos 15 minutos do segundo tempo.

O maior volume de jogo do Sampaio não se traduziu em gol, nem mesmo a melhor chance dos primeiros 45 minutos, após uma cabeçada na trave de Felipe Marques e chute à queima roupa de Marlon, salvo milagrosamente pelo goleiro do ASA. Foi por muito pouco.

Apesar da maior posse de bola e domínio da partida, a equipe Tricolor seguiu para o vestiário sem balançar as redes.

O panorama da etapa final não se adulterou. O Sampaio seguia se impondo em busca do gol, mas o ASA adiantou um pouco as suas linhas, fator que propiciou um contra-ataque fulminante, puxado por Marlon, e passe na medida para Felipe Marques. O chute foi rasteiro, no canto, mortal. Tricolor 1×0.

Em desvantagem no placar, o adversário abriu a guarda e o jogo ficou franco, abrindo espaço para o Tubarão contra golpear. E Felipe Marques poderia ter feito o segundo, mas o goleiro abafou o chute.

Relembre casos em que o Futebol foi à Justiça

Redação Página2/ Tayna Abreu

Nessa terça-feira (19), uma decisão do Supremo Tribunal Federal colocou um ponto final em uma discussão de 30 anos do futebol nacional, declarando o Sport como único campeão brasileiro de 1987. O título vinha sendo reivindicado também pelo Flamengo.

A pendenga começou ainda no ano de 1987, quando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) declarou não ter verbas para realizar o campeonato daquele ano. Um total de 13 times então se reunião e resolveu disputar o campeonato entre eles, e então a CBF resolveu fazer mais um grupo, o amarelo, e decidiu que os dois primeiros de cada grupo deveriam disputar o primeiro lugar. Ao vencer o módulo do Clube dos 13, o Flamengo não aceitou, se declarando então vencedor. Ao mesmo tempo, a CBF deu ao Sport o título de campeão.

Mas se essa foi talvez a mais demorada decisão do futebol fora da Justiça Desportiva, não é nem de longe incomum times recorrem à justiça civil para resolver questões variadas.

Só este ano, no mês de fevereiro, a justiça foi acionada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e pelo Vitória, de Salvador. Derpois de não obter um posicionamento do Complexo Maracanã Entretenimento S.A, a Ferj iniciou uma brigada jurídica para usar o estádio nas decisões do Campeonato Carioca. Já o Vitória, ganhaou na vara Cível Comercial de Salvador o direito de fazer contratações, após uma ação movida pelo comentarista do Sport TV Edinho Nazareth.

Esta semana, no Maranhão, o Moto Club entrou na Justiça pedindo mudança na portaria que mudou o mando de canto, dado a vantagem para o Sampaio Corrêa. Segundo o presidente do Moto, a vantagem deveria ser de seu time, “uma vez que foi o primeiro do seu grupo”. O Sampaio tem mais pontos que o time rubro-negro, mas é o segundo de seu grupo.

Mas e se recorrer à Justiça Comum não for o desejo do futebol? Em 2014, em uma reunião entre CBF e clubes definiu um pacto para apenas aceitar as decisões tomadas pela Justiça Desportiva.

 

A vitória da Verdade

Celebramos neste domingo a Páscoa, uma das mais importantes datas do calendário cristão. Tempo de comemorar a vitória da Vida sobre a morte, representada na ressurreição de Jesus, após o Calvário da Sexta Santa. A Páscoa renova a certeza de que a Verdade sempre se sobrepõe às falsas palavras.

A força da Páscoa que move cristãos no mundo todo vem da reafirmação, ano após ano, do princípio universal de renovação da Vida. Após o período meditativo da Quaresma, vem o momento de celebrar esse bem máximo. Jesus Cristo nos deu o exemplo ao mostrar que nem a morte é capaz de suplantar a Vida, pois ela segue eterna em outro plano e compartida entre todos.

Tendo podido usar toda sua força divina contra os que o acusavam, Jesus Cristo escolheu cumprir a condenação imposta pelo imperialismo romano e apoiada pela maioria da população. Foi torturado e morto no calvário lembrado em vários pontos do Maranhão durante a Sexta Santa, como na emocionante Via Sacra do Bairro Anjo da Guarda, novamente um grande sucesso neste ano, que tivemos a alegria de apoiar.

Jesus corroborou a humildade que já havia nos deixado de exemplo quando se ajoelha para lavar os pés de seus discípulos. E ensina-os a repetir a missão. “Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros” (João 13,14). É o exemplo que tem sido revivido mais recentemente pela grande liderança do Papa Francisco, com a feliz idéia de lavar os pés de refugiados, sinalizando que exatamente os mais humilhados são os que mais merecem nossa atenção.

Ao terceiro dia após a crucificação, Maria foi ao sepulcro velar o corpo de Cristo. Encontrou o local aberto e, ao lado de fora, Jesus. Mas Maria não o reconheceu, pensando tratar-se de um jardineiro (João, 20 : 1-17). Ao ler essa Palavra, penso que Jesus demonstra que ressuscitou no olhar de cada um de nós e dos que nos cercam. Principalmente dos desconhecidos e mais humildes, com os quais temos obrigação de seguir o ensinamento cristão, compartilhando o pão e o projeto conjunto de um mundo de “vida em abundância” (João, 10 : 10).

É o que Ele ensinou no Evangelho, ao mostrar como viviam os Apóstolos após a ressurreição de Cristo a fim de seguir seus ensinamentos. “A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém dizia que eram suas as coisas que possuía, mas tudo entre eles era de todos” (Atos, 4 : 32). Ou seja, viviam um mundo de partilha e comunhão, portanto de justiça plena. Em outras passagens Ele já havia deixado clara a importância da partilha para o futuro da humanidade. “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu para anunciar a Boa-Nova aos pobres; enviou-me a proclamar a libertação aos cativos e, aos cegos, a recuperação da vista; a mandar em liberdade os oprimidos” (Lucas, 4 : 18).

Que os ensinamentos pascoais nos encham de inspiração para encarar nossos desafios, que são gigantescos em nosso estado. Transformá-lo em um lugar melhor consome o trabalho diário de todos nós. Mas tenho certeza que estamos no caminho certo e que os frutos estão sendo recompensadores. Tenho a convicção de que a Verdade e a Luz, que emanam das palavras acima, sempre vencem confusões, mentiras e armações. Feliz Páscoa a todos!

Advogado, 48 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.