Unidade da Funac promove oficina de máscaras carnavalescas

A oficina também trabalha com a questão da conscientização ambiental, pois há o reaproveitamento de materiais para confecção das máscaras.

Trabalhar o imaginário, promover a autoestima e ensinar adolescentes a produzir máscaras carnavalescas são os objetivos da oficina de máscaras promovida por Unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac). Por meio da oficina, os adolescentes têm acesso à cultura e aprendem sobre a origem das máscaras que estão sendo confeccionadas.

A oficina esta sendo ministrada por socioeducadores no Centro de Juventude Eldorado (Unidade de internação masculina) e, como culminância, será realizado um Baile Carnavalesco que acontecerá na própria Unidade.

“Essas são questões muito importantes para ajudar na ressocialização dos socioeducandos, pois são atitudes como essas que proporcionam significativa realização pessoal”, ressaltou a presidente da Funac, Elisângela Cardoso.

Oficina
A oficina inicia com um pouco de teoria sobre o tema a ser trabalhado. “Inserimos a data comemorativa da época em que a oficina é realizada, carnaval, cultura popular. É uma introdução que ajuda na criação das máscaras e promove o conhecimento das artes”, explicou a vice-diretora do Centro da Juventude Eldorado, Ligia Santos.

Após a teoria, os socioeducandos participam e fazem todo o processo de criação, iniciando pelo molde. Depois do molde pronto, a próxima etapa é montar a máscara a ser enfeitada. Os materiais utilizados são: papel machê, tecidos de chita, penas, tintas variadas, TNT, fitilho, pincéis, cartolinas, balões, penas, isopor e jornais.

A oficina também trabalha com a questão da conscientização ambiental, pois há o reaproveitamento de materiais para confecção das máscaras que serão utilizadas na ornamentação da Unidade e no Baile Carnavalesco.

Baile
No Baile, haverá exposição dos materiais confeccionados, apresentação das paródias, desfiles de fantasias, apresentação de coreografia e concurso de marchinhas.

Deixe uma resposta