Via Sacra leva espetáculo às ruas do Anjo da Guarda neste feriado

A peça é organizada pelo Grupo Independente de Teatro Amador (Grita) e apoiada por meio da Lei de Incentivo à Cultura, do Governo do Maranhão e da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur).

Com o tema “Comunidade: um terço da memória”, a 37ª edição da Via Sacra será realizada nesta quinta-feira (29) e nesta sexta-feira (30), a partir das 18h30, como uma das atrações do ponto alto da Semana Santa. Conhecido por ser um dos maiores espetáculos religiosos de São Luís, o evento será realizado nas ruas do bairro do Anjo da Guarda, como acontece tradicionalmente todos os anos.

A peça é organizada pelo Grupo Independente de Teatro Amador (Grita) e apoiada por meio da Lei de Incentivo à Cultura, do Governo do Maranhão e da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur).

O apoio do Governo do Maranhão garantirá mais um ano de apresentação do espetáculo na comunidade do Anjo da Guarda, mantendo a tradição do calendário religioso, artístico e cultural.

“O evento é um dos mais significativos do estado, pois as pessoas elevam sua fé, além da oportunidade de mostrar o potencial artístico que temos. O espetáculo Via Sacra do Anjo da Guarda oferece oportunidade de capacitação, emprego e renda para toda a comunidade”, ressalta o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Diego Galdino.

Parceria

O diretor geral da apresentação, Vinícius de Azevedo, reitera que a parceria do Governo é essencial para a realização do evento. “A importância dessa parceria é gigantesca, pois esse espetáculo depende de ajuda para sua realização. Tenho que dizer que o Governo faz parte de todo esse processo”, comenta.

Neste ano, o espetáculo vem homenageando o bairro do Anjo da Guarda, que completará 50 anos. Celebrando o período religioso e a passagem de ano da comunidade, o Grupo Grita faz referência ao título “Comunidade: um terço da memória”.

“A expectativa para os dois dias de apresentação é a melhor possível, tendo em vista todas as dificuldades, mas o espírito de cooperação de nossa comunidade aflora de uma forma incrível”, comenta o diretor geral.

Atos

O espetáculo será encenado ao ar livre. A peça tem montagem em sete pontos distribuídos no percurso de dois quilômetros das ruas do Anjo da Guarda. O primeiro ato acontece na Praça Recanto da Paixão, com o “Incêndio do Goiabal”, “Os Heróis do Boi de Ouro”, “O Parto”, “O Batismo”, “ A Tentação”, “As Bem-Aventuranças”.

Já no segundo ato, na Avenida Dinamarca, haverá a “Caminhada de Ramos” e a “Entrada de Jerusalém”. No terceiro ato, no Largo do Teatro Itapicuraíba, virá a apresentação da “Pirofagia”, “Números Cirsenses”, “Expulsão dos Vendilhões”, “Possuído” e “Barrabás”.

Em pouco mais da metade da sequência dos atos, especificamente no quarto, o tradicional “Lava Pés”, a “Santa Ceia”, a “Conspiração”, o “Horto” (de Cena Projetada), o “Sinédrio”, o “Sonho de Cláudia Prócula”, “Pilatos e Quintilius” e a “Condenação de Cristo” acontecem na Praça do Anjo.

Já na Avenida Odylo Costa Filho, no quinto ato, haverá a “Via Crucis”, a “Mulher de Jerusalém”, o “Encontro de Verônica” e “Sirine”. No sexto ato, na Rua Palestina, acontecerá o “Corredor da Reflexão”. E encerrando, no ponto alto do espetáculo, terá o “Encontro de Jesus com Maria”, a “Crucificação de Jesus”, o “Pietá”, o “Enforcamento de Judas”, o “Anjo da Anunciação”, e a “Ressureição”.

Atualmente, o espetáculo conta com aproximadamente 2.500 pessoas envolvidas diretamente e indiretamente, entre elenco, produção, apoio, equipe técnica, comércio informal e profissionais de órgãos públicos que garantem a infraestrutura para a realização do espetáculo, como bombeiros, polícia militar, polícia civil, entre outros que compõem a superprodução.

Deixe uma resposta