POLÍTICA

Assembleia prorroga trabalhos da comissão temporária que discute recursos hídricos e saneamento básico

A pedido do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), o Plenário aprovou, na sessão  desta terça-feira (15), o Requerimento 380/20, prorrogando… [ ]

15 de dezembro de 2020

A pedido do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), o Plenário aprovou, na sessão  desta terça-feira (15), o Requerimento 380/20, prorrogando por mais 180 dias os trabalhos da Comissão Temporária Especial que estuda um novo modelo de governança dos recursos hídricos e saneamento básico no Maranhão.

Ano passado, a comissão, criada e presidida pelo parlamentar, debateu, durante uma reunião, a deterioração dos recursos hídricos do Parque Estadual do Bacanga, com a participação de geólogos e do deputado Adriano Sarney (PV).

Na oportunidade, Rafael Leitoa, vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia, alertou para o risco de colapso no abastecimento e elogiou a luta dos geólogos. “Eles têm muito a colaborar para o processo de conservação do Parque do Bacanga. A fiscalização é necessária para que a deterioração seja reduzida”, ressaltou.

Em outra reunião, a Comissão Especial Temporária discutiu a nova regionalização proposta pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos e a ampliação de comitês e bacias hidrográficas no Estado.

Resultados

De acordo com Rafael Leitoa, as atividades desenvolvidas pela Assembleia Legislativa na área ambiental resultaram na construção de dois comitês legalmente estabelecidos: o Comitê da Bacia do Rio Munim e o Comitê da Bacia do Rio Mearim.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!