BLOQUEIO

Barreiras e abordagem a condutores de veículos são intensificadas durante lockdown na Ilha de São Luís

O Governo do Estado segue intensificando as ações de fiscalização em cumprimento ao bloqueio total (lockdown) instalado na Ilha de… [ ]

9 de maio de 2020

O Governo do Estado segue intensificando as ações de fiscalização em cumprimento ao bloqueio total (lockdown) instalado na Ilha de São Luís. Nesta sexta-feira (8), a Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), instalou barreiras sanitárias com o objetivo de reforçar o trabalho para cumprimento do Decreto nº 35.784.

“O Governo do Estado tem adotado medidas que visam garantir a saúde da população. E isso não fica apenas na ampliação de leitos hospitalares para assistir as vítimas do Covid-19, também está nos esforços de prevenção à contaminação por meio de um conjunto de ações desenvolvidas por todas as estruturas do estado com foco na proteção da vida”, disse o superintendente de Vigilância Sanitária da SES, Edmilson Diniz.

Além dos outros pontos de fiscalização montados com apoio da Polícia Militar e da Prefeitura de São Luís, as duas barreiras montadas pela SES contaram com 12 agentes sanitários, divididos em escalas. A primeira foi instalada na Avenida dos Portugueses, em frente ao Portal da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a segunda, na Avenida Daniel de La Touche, nas proximidades do shopping.

Em ambas das fiscalizações os agentes sanitários contaram com o apoio de militares da PM. Segundo o Sargento João Batista Nogueira, a abordagem tem sido em tom de orientação. “As pessoas têm sido solícitas quando abordadas pelo nosso contingente. A ação tem focado não apenas os condutores de veículos, mas também passageiros de ônibus“, salientou.

Em caso de uma pessoa abordada não apresentar declaração que garanta o seu trânsito urbano durante o lockdown, ela estará sendo notificada e autuada pelos agentes sanitários. O indivíduo responderá por processo administrativo e terá prazo de até 15 dias para apresentar defesa na sede da Vigilância Sanitária do Estado, localizada na Secretaria Adjunta da Política da Atenção Primária e Vigilância em Saúde, na Av. dos Holandeses, nº 100 bairro do Calhau.

Abordado na barreira sanitária instalada na Avenida dos Portugueses, o senhor Lucivaldo Castro, de 47 anos, parabenizou a iniciativa. “Estou gostando de como estão lidando com a situação, mas gostaria que a maioria da população colaborasse também. Infelizmente, dentro dos bairros alguns ainda teimam em circular sem necessidade, e até sem máscaras”, observou.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!