POLÍTICA

Carlos Brandão e comitiva do Governo participam da maior feira agropecuária a céu aberto da América Latina

Comitiva do Governo do Estado, liderada pelo vice-governador Carlos Brandão, participou, nesta quinta-feira (9), dentre outras atividades, da 44ª edição… [ ]

10 de setembro de 2021

Comitiva do Governo do Estado, liderada pelo vice-governador Carlos Brandão, participou, nesta quinta-feira (9), dentre outras atividades, da 44ª edição da Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer), no Rio Grande do Sul. O evento – conhecido como a maior feira agropecuária a céu aberto da América Latina -, teve início no dia 4 de setembro e segue até o próximo dia 12.

Brandão e a comitiva maranhense foram recepcionados pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, no Palácio Piratini, sede do poder Executivo, em Porto Alegre, onde a agenda teve início com uma visita guiada. Em seguida, houve encontro com o coordenador de estratégias de Governo, Caio Tomazeli, para troca de experiências entre os dois governos estaduais.

Troca de experiências

A agenda teve continuidade com uma reunião com a presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Leany Lemos.

Com sede administrativa e agência em Porto Alegre, o BRDE apoia e acompanha o desenvolvimento de projetos para aumentar a competitividade de empreendimentos de todos os portes nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Lemos exaltou a importância de receber o vice-governador do Maranhão, com intuito de trocar experiências nos diversos setores econômicos, a exemplo da agricultura.

“Muito importante para nós, como um banco de desenvolvimento, um banco de fomento, que faz parte de um sistema nacional, trocarmos experiências sobre o que é feito nos mais diversos setores econômicos, especialmente na agricultura, já que a gente está aqui na Expointer, falar um pouco como o banco atua na indústria, no agro, na área de serviços, em inovação, e para nós é muito importante ouvir também quais são os desafios do estado do Maranhão e também falar um pouco da nossa experiência na região Sul do país”, disse a presidente.

Por sua vez, Brandão ressaltou a oportunidade para realizar essa troca de experiências exitosas e garantiu que vai levar aprendizados para o Maranhão.

“Nós estamos em busca de oportunidades. É uma experiência muito boa, a gente tem aprendido bastante, e [sobre] essa experiência, nós vamos dialogar com os bancos do Maranhão, que operam o Banco do Nordeste, o Banco da Amazônia, para que a gente possa melhorar o atendimento, diminuir a burocracia, facilitar o crédito, aumentar os prazos e, dentro dessa política econômica, tentar reduzir até mesmo os juros. É uma oportunidade ímpar, que a gente vai levar para o nosso estado”, afirmou.

Outro momento da agenda foi com a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, que contou com a participação do ministro da Pecuária, Agricultura e Pesca do Uruguai, Fernando Mattos. No mesmo viés, Silvana citou a importância de conhecer a atuação administrativa que cada estado realiza.

“A gente se orgulha muito dessa troca de experiência que nós estamos tendo hoje aqui: conhecimento, tecnologia e experiência da nossa cultura, da nossa agricultura que move o nosso país. Dividindo esses conhecimentos, é muito importante para os nossos estados.”

O governador do Estado do Rio Grande Sul, Eduardo Leite, também comentou sobre a importância de poder dialogar e entender sobre a forma de atuar de cada administração, de modo que cada estado possa agregar experiências eficazes em suas respectivas gestões.

“Acho que é muito importante, a despeito das distâncias que nós temos, nos aproximarmos para trocar boas experiências no agronegócio, onde o Rio Grande do Sul é um estado vocacionado, e numa vocação crescente no estado do Maranhão também, onde vai, cada vez mais, se abrindo as fronteiras agrícolas do Maranhão”.

Para Brandão, é fundamental que o Maranhão, além de escoar a produção, possa também permitir que parte dela fique no estado, de modo a gerar emprego, renda e preços mais acessíveis. Ele ainda destacou a importância de levar investidores que possam contribuir com esse equilíbrio entre exportação e distribuição local.

“Nós somos grandes exportadores de commodities: de minério de ferro, de milho, mas é importante que a gente leve para o nosso estado a agroindústria. A gente só vê a exportação de soja e milho não é o suficiente, a gente precisa agregar valor”.

Participaram da agenda com o vice-governador o secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Rodrigo Lago; o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Sérgio Delmiro; o secretário Extraordinário de Apoio à Gestão Administrativa e Política, Agostinho Meirelles; a secretária do Conselho de Desenvolvimento do Sul (Codesul) e coordenadora da Assessoria Especial do Gabinete do Governador, Micheli Petry; e a prefeita de Pelotas (RS), Paula Schild Mascarenhas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!