Deputados maranhenses criticam pedido de forças armadas por Temer

O presidente da república, investigado pela Operação Lava Jato após delações dos executivos do frigorífico JBS, pediu que as Forças… [ ]

25 de maio de 2017

O presidente da república, investigado pela Operação Lava Jato após delações dos executivos do frigorífico JBS, pediu que as Forças Armadas fossem colocadas na cidade de Brasília. Medida causou ainda mais revolta na população e confusão na Câmara dos Deputados, já que Michel Temer havia dito que o pedido vinha do presidente da casa legislativa, Rodrigo Maia, que negou tê-lo feito.

Os deputados federais maranhenses Rubens Jr. e Vanessa Grazziotin (ambos do PCdoB) também se manifestaram quanto à decisão de Temer, que ele mesmo revogou menos de 24h depois.

Rubens Junior, se não há ordem ao ponto de justificar a convocação das Forças Amadas, também não há condições para prosseguir o andamento dos trabalhos no Congresso Nacional. “A última vez que as Forças Federais estiveram nessa praça, o tempo de escuridão foi muito longo. O melhor caminho é não prosseguir com essa sessão”.

Rodrigo Maia conduzia a sessão como se nada estivesse acontecendo, quando do lado de fora manifestantes pediam a saída de Michel Temer, havia focos de incêncio e a polícia usava também da cavalaria, além de bombas de gás lacrimogênio para parar os manifestantes.

Já para Vanessa, a medida é um eco vindo direto da Ditadura Militar. “Um absurdo a tentativa do governo de convocar as Forças Armadas para ocupar a Esplanada. A última vez que isso ocorreu foi em 64”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!