Divulgado novo levantamento dos postos com menor preço na Grande Ilha

O Instituto de Promoção e Defesa do Consumidor (Procon/MA) lançou, nesta terça-feira (2), uma nova pesquisa com os postos com… [ ]

4 de maio de 2017

O Instituto de Promoção e Defesa do Consumidor (Procon/MA) lançou, nesta terça-feira (2), uma nova pesquisa com os postos com combustível mais baratos na Região Metropolitana de São Luís. A ação faz parte das atividades da ‘Operação Batismo’, que já fiscalizou mais de 387 postos em todo o Estado.

No novo levantamento, dos 109 postos da Grande Ilha, apenas 17 apresentaram a tabela de preços que deverão ser praticados entre os dias 1º e 5 de maio. O posto Makro, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no Angelim, apresentou a gasolina mais barata, cujo litro custa R$ 3,259 e aditivada (R$ 3,359).

O diesel S500 mais barato foi encontrado a R$ 2,760, no posto JR, na Avenida São Sebastião, no Cruzeiro do Anil; também o diesel S10 mais barato é o do Posto JR, por R$ 2,860, assim como o etanol (R$ 3,050). Isso faz o JR o líder da pesquisa, com 3 tipos de combustível mais barato.

O segundo posto com a gasolina comum mais barata foi o Posto Moraes Center, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no Cohafuma, por R$ 3,268, assim como o etanol (R$ 3,099).

O posto com os preços mais altos durante a pesquisa foi o BR Hall Calhau, onde a gasolina comum ou aditivada custa R$ 3,89, e o diesel S10 custa R$ 3,49.

Para o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, o levantamento serve para que os consumidores tenham um guia na hora de abastecer. “Analisar os preços, verificar a qualidade e a quantidade necessária de combustível que será colocada no tanque dos consumidores. Este é o nosso papel em garantir harmonia das relações de consumo no Maranhão”, disse o presidente.

Caso identifique um posto com combustível mais barato que o do ranking, o consumidor pode enviar foto por meio das redes sociais ou pelo aplicativo do Procon/MA. Além disso, de acordo com a resolução nº 09/2007, da Agência Nacional do Petróleo (ANP), vale lembrar que qualquer pessoa tem o direito a exigir o teste de qualidade antes ou depois de abastecer seu veículo.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!