EDUCAÇÃO

Educadores da Prefeitura de São Luís são certificados pelo projeto Memória Local na Escola

O projeto Memória Local na Escola, uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação… [ ]

21 de novembro de 2019

O projeto Memória Local na Escola, uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Museu da Pessoa e o Instituto Avisa Lá, certificou nesta quinta-feira (21) todos os educadores da rede municipal e moradores das comunidades entrevistados por estudantes de nove escolas que participaram do projeto. A solenidade de certificação aconteceu no auditório do Espaço Orienta, no Renascença. O objetivo do projeto é orientar professores e estudantes para o desenvolvimento de projetos de memória local com ênfase nas práticas de leitura, escrita e desenho, e no registro de histórias de vidas dos moradores. O Memória Local na Escola reforça o trabalho pedagógico desenvolvido nas escolas da rede municipal na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

O projeto Memória Local na Escola foi realizado entre março e novembro deste ano e teve a participação direta de 280 estudantes do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental das Unidades de Educação Básica (U.E.Bs) Senador Miguel Lins, Governador Leonel Brizola, Justo Jansen, Bandeira Tribuzzi, Agostinho Vasconcelos, Lindalva Teotônia Nunes, Honório Odorico Ferreira, Zebina Eugênia Costa, e Unidade Integrada Aluísio Azevedo.

“Foi um período de grande aprendizado não só para os estudantes, mas para os professores que participaram das reuniões e formações oferecidas pelo projeto. Agradecemos a todos os que estiveram envolvidos, especialmente à parceria do Museu da Pessoa e do Instituto Avisa Lá”, disse a secretária de Educação em exercício, Maria de Jesus Gaspar Leite que esteve presente à solenidade ao lado de representantes das instituições parceiras.

Além dos parceiros oficiais – Semed, Avisa Lá e Museu da Pessoa – o projeto tem o patrocínio da Ultragaz, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo. Representou a empresa na solenidade de certificação, o gerente comercial em São Luís, Allen Greyson. Também formaram a mesa de abertura, a superintendente da Área de Ensino Fundamental da Semed, Arsênia Formiga; a representante do Museu da Pessoa, Lia Cristina Paraventi; do Instituto Avisa Lá, Alessandra Ancona de Faria; e a coordenadora local do projeto, Tatiana Rocha. Na mesa de abertura, houve ainda a participação especial de um coordenador pedagógico, uma professora, um representante comunitário e dois estudantes.

A parceria entre a Semed, o Museu da Pessoa e o Instituto Avisa Lá foi firmada no mês de março e as formações para os professores e coordenadores pedagógicos tiveram início em maio. Além da formação, para capacitar professores, coordenadores pedagógicos, gestores e técnicos da Secretaria de Educação a executar o projeto dentro das escolas, Tatiana Rocha conta que foram realizadas várias reuniões virtuais com todos os educadores e técnicos da Semed, para planejar e alinhar cada uma das ações a serem realizadas.

Como resultado foram produzidas ‘histórias de vida’ de moradores das comunidades onde as nove escolas selecionadas estão inseridas. As histórias de vida foram escritas coletivamente pelos estudantes, e depois revisadas em conjunto, por estudantes e professores. Os textos finais foram enviados para o Museu da Pessoa, responsável pela revisão e arte gráfica do livro digital, que já está disponível no site oficial do Museu (www.museudapessoa.net).

Os participantes da solenidade, hoje pela manhã, foram os primeiros a verem o produto final, o livro em PDF, produzido pelos estudantes de São Luís. No encerramento, houve a certificação, a apresentação do livro e a entrega aos estudantes de objetos e produtos artesanais feitos pelos educadores no decorrer do projeto.

SAIBA MAIS

O projeto Memória Local na Escola constrói memórias a partir de experiências de vida e promove a valorização das pessoas por meio da prática pedagógica. Realizado há 28 anos, o Memória Local na Escola consiste em orientar professores, coordenadores e estudantes da rede de Ensino Fundamental para o desenvolvimento de projetos de memória local com ênfase no registro de histórias de vida dos moradores e nas práticas de leitura, escrita e desenho; também publicar um livro em PDF e uma coleção virtual de histórias de vida para dar visibilidade ao trabalho do professor e às produções dos estudantes; e ainda promover o intercâmbio entre professores, coordenadores pedagógicos e equipes técnicas de escolas de diferentes estados e municípios.

O projeto promove a capacitação de todos os envolvidos, para que possam identificar experiências marcantes e diversificadas. Toda essa produção encontra-se em uma coleção virtual no portal do Museu da Pessoa – www.museudapessoa.net. Entre 2002 e 2016, o projeto mobilizou 4.500 professores, 45 mil estudantes e 1.300 escolas em 40 municípios do país.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!