CORONAVÍRUS

Em novo decreto, governador Flávio Dino mantém suspensas as atividades comerciais não-essenciais e escolares na Ilha de São Luís

Em coletiva de imprensa virtual realizada nesta segunda-feira (20), o governador Flávio Dino anunciou a criação de 23 novos leitos… [ ]

20 de abril de 2020

Em coletiva de imprensa virtual realizada nesta segunda-feira (20), o governador Flávio Dino anunciou a criação de 23 novos leitos de UTI na Ilha que estarão disponíveis ainda esta semana; tornou pública a locação do hospital privado São José, com 50 novos leitos exclusivos para pacientes com coronavírus e divulgou o novo decreto que mantém suspensas as atividades comerciais não-essenciais até o dia 5 de maio. Além disso, o novo decreto prevê o retorno das aulas presenciais nas escolas para o dia 12 de maio, data que pode ser alterada, de acordo com a evolução de casos confirmados no Maranhão.

Além das medidas anunciadas para a Ilha de São Luís, o governador divulgou que serão incorporadas à rede pública estadual três novas unidades de saúde: a abertura do hospital em Lago da Pedra, em Santa Luzia do Paruá e criação de um hospital de campanha na cidade de Açailândia, esse último, em parceria com a Vale. “O Maranhão é um dos estados que mais realizou testes, o que significa maior transparência e fidelidade nos dados, na informação. Houve uma queda na taxa de letalidade, ou seja, menos pessoas estão morrendo em face do coronavírus. Esse é um sinal de que os investimentos na área da saúde estão produzindo resultados. Estamos lutando todos os dias para que a taxa de letalidade seja zero, atuando fortemente na prevenção, vigilância e assistência aos pacientes e a todos os profissionais da saúde”, disse o governador Flávio Dino na coletiva virtual.

Obras em andamento

Com o aumento no número de casos confirmados, o Governo do Estado segue com obras de ampliação de novos leitos para pacientes com coronavírus em toda a rede. Estão sendo construídos novos leitos e ampliados os hospitais: HCI, no Angelim; o novo Hospital do Servidor (atrás do Hospital Carlos Macieira); além das obras no Hospital Nina Rodrigues; no prédio cedido pela Prefeitura de São Luís no anexo da Unidade Mista do Bacanga e no Hospital da Mulher (Prefeitura de São Luís).

“Começamos a pandemia com 252 leitos reservados para coronavírus na rede estadual. Hoje, temos 564 leitos exclusivos e estamos ampliando. Porém, medidas preventivas seguem sendo essenciais”, disse o governador Flávio Dino.

Fiscalização hospitais particulares e bancos

Na coletiva, o governador anunciou que o Procon deverá notificar os hospitais privados para que publiquem a real situação sobre a quantidade de leitos disponíveis aos pacientes. Além disso, o governador pediu a colaboração em relação às idas aos bancos e lotéricas para que todos usem máscaras e mantenham a distância de 2 metros.

Estão mantidas as operações de fiscalização e vigilância por meio de Vigilância Epidemiológica, Procon e Polícia Militar nos bancos, lotéricas e estabelecimentos comerciais com o objetivo de garantir a adoção das medidas de prevenção contra o coronavírus.

Uso de máscaras

O novo decreto prevê, ainda, a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais públicos e privados de uso coletivo. Os estabelecimentos terão o prazo até o final desta semana para cumprir a nova determinação.

As lojas de tecidos estarão abertas para o fornecimento dos insumos necessários na produção e confecção de máscaras caseiras. Hoje (20) o governador também anunciou o novo edital que prevê a contratação de costureiros e artesãos que confeccionarão máscaras que serão compradas pelo Governo do Estado para distribuição em todo território maranhense.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!