DESENVOLVIMENTO

Equipes iniciam o lançamento de vigas na ponte sobre o Rio Pericumã

Pela primeira vez em mais de cinquenta anos, os municípios de Central e Bequimão serão conectados por meio de uma… [ ]

14 de abril de 2021

Pela primeira vez em mais de cinquenta anos, os municípios de Central e Bequimão serão conectados por meio de uma obra dessa proporção, que é realizada pelo Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).  A ponte sobre o Rio Pericumã é aguardada por toda a comunidade de diversas cidades e povoados da região.

O secretário de Estado da Sinfra, Clayton Noleto, acompanhou pessoalmente o andamento dos serviços, conversou com a comunidade e destacou a importância da iniciativa. “É impressionante a importância dessa ponte para toda uma região. Com esse novo momento, a comunidade vai poder se conectar mais ainda com outros municípios e o estado do Pará. Sob o comando da gestão do governador Flávio Dino, nós estamos transformando o Maranhão em um canteiro de obras estruturantes e de grande impacto para o nosso povo. Essa ponte é sinal claro de mobilidade, integração e desenvolvimento econômico”, disse.

“Boto fé que vai ficar pronta!”, comemora com sorrisos o morador Antônio da Silva, da comunidade quilombola do Quiritua, um das contempladas pela construção da ponte sobre o Rio Pericumã. “A ponte vai nos ajudar demais, vai ficar muito bacana para o nosso trabalho”, completou.

A região que é marcada pela atividade pesqueira, vai diminuir a rota em 150 km, o que impacta na melhoria do trajeto e auxilia no escoamento da produção na região. As equipes já iniciaram o lançamento das vigas sobre os pilares de concreto, dando maior visibilidade para a ponte que, a cada etapa, ganha uma megaestrutura. São mais de 1,500 toneladas que estão sendo posicionadas. Um momento único e desafiador para cada trabalhador e que é celebrado pelas comunidades beneficiadas.

Durante o mês de abril, os trabalhos estão concentrados na instalação do primeiro conjunto de vigas metálicas sobre o eixo (vão) dos blocos 13 e 14, em solo, do lado de Bequimão. Serão 28 pares de vigas distribuídas ao longo da ponte, alcançando um total de mais de 1,500 toneladas de materiais nesta fase. Agora, os trabalhadores darão continuidade ao processo de montagem e solda dos conjuntos de vigas, para lançamento nos blocos sobre o leito do Rio Pericumã, com a chegada da cábrea no início do próximo mês.

A cábrea é uma plataforma com guindaste de 300 toneladas e será utilizada para garantir precisão e segurança no içamento e lançamento da estrutura metálica. Seguem em andamento ainda os serviços de tratamento do solo mole do lado de Bequimão, e a escavação das estacas, para concretagem dos blocos 5 a 2, em solo, do lado de Central.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!