CORONAVÍRUS

“Estamos aqui para salvar vidas”, conta profissional de enfermagem que atua na linha de frente contra a Covid-19

No Dia Internacional da Enfermagem, a enfermeira e especialista em Cardiologia e Hemodinâmica no Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), Larissa… [ ]

12 de maio de 2020

No Dia Internacional da Enfermagem, a enfermeira e especialista em Cardiologia e Hemodinâmica no Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), Larissa Pinheiro, 32 anos, relembra a importante missão de salvar vidas enquanto atua na linha de frente no combate contra a Covid-19. “No momento, estou preparando mais 10 leitos dentro do setor que atenderá pacientes com a Covid-19. Estamos aqui para cuidar e reabilitar, fazer o máximo possível para salvar vidas”, disse, representando os profissionais que receberam homenagens nesta terça-feira (12).

O Instituto Acqua, por exemplo, que gerencia parte das unidades em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), promoveu momentos de relaxamento e distribuiu brindes aos profissionais. Na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (Macma), em São Luís, as equipes contam com 583 profissionais da área. As homenagens contaram com sessões de relaxamento, roda de conversa com a psicóloga do projeto Cuidando do Cuidador, Kassia Martins, além de meditação, musicoterapia, aromaterapia, escalda pés e entrega de chocolates.

Graduada em Enfermagem e supervisora do Cuidado Intermediário da Unidade Neonatal na Macma, Marina Karole Duarte Silva Barroso, cumpre expediente das 8h às 17h, diariamente. “Escolhi ser enfermeira porque amo e respeito a vida, para zelar pelo bem-estar em todas as etapas do tratamento.  Ser enfermeiro é a arte de cuidar incondicionalmente”, ressaltou.

No Maranhão, 3 mil profissionais de enfermagem ocupam cargos diferentes em unidades de saúde gerenciadas pelo Acqua. São enfermeiros, técnicos, supervisores, coordenadores, gerentes e auxiliares de enfermagem que estão presentes na Maternidade Benedito Leite, Casa de Apoio Ninar, Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, Maternidade Nossa Senhora da Penha, Hospital Dr. Carlos Macieira, Centro Ninar, Maternidade de Alta Complexidade, Hospital Regional de Balsas, Hospital Dr. Jackson Lago, Hospital Macrorregional Tomás Martins e Maternidade Humberto Coutinho.

A diretora-executiva do Instituto Acqua, Paula Assis, reforça o apoio aos profissionais. “Vocês escolheram uma missão muito bonita: a de cuidar dos enfermos e salvar a vida das pessoas. E nesse momento que estamos passando, em situação de pandemia, são as mãos, os olhos, o carinho e a fortaleza para que muitos pacientes confiem na recuperação”, disse a diretora.

Além dos enfermeiros, os técnicos de enfermagem também estão na linha de frente do combate à Covid-19. Gilmar Silva Lima, 30 anos, é um deles e trabalha no Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês. “A nossa rotina inicia com a paramentação dos equipamentos de proteção individual. Verificamos os parâmetros da saúde, os pontos críticos da assistência. Mais importante é garantir o conforto, amor e carinho aos pacientes, ainda mais nessa situação que os familiares não podem estar presentes”, disse Gilmar.

O técnico também é acadêmico da graduação em Enfermagem e avalia a importância de garantir o zelo e o orgulho pela profissão. “A rotina mudou muito em relação aos critérios da assistência. Nós fizemos um juramento profissional. Estamos de mãos dadas nessa luta e vamos vencer. Somos guerreiros e nossa alegria é ver um paciente saindo recuperado. É muito gratificante”, falou Gilmar.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!