POLÍTICA

Felipe Camarão protocola pedido de Filiação ao PT

Na tarde desta segunda-feira (7), Felipe Camarão, atual secretário de Estado da Educação do Maranhão, protocolou pedido de filiação ao… [ ]

7 de junho de 2021

Na tarde desta segunda-feira (7), Felipe Camarão, atual secretário de Estado da Educação do Maranhão, protocolou pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores. A carta que representa seu pedido formal para integrar o partido foi entregue ao presidente do diretório estadual do PT/MA, Augusto Lobato, na sede do Diretório Estadual do partido, em São Luís.

“É motivo de orgulho estar recebendo o pedido de filiação do Felipe, que é um grande secretário do governador Flávio Dino. Nós vamos encaminhar para a executiva estadual do partido para analisar esse pedido e cumprir as regras estatutárias, assim como de outras solicitações que temos. Ele foi um dos que fez questão de vir entregar nas mãos do presidente. Respeitamos muito o Felipe Camarão, portanto para nós é um motivo de alegria receber a sua intenção de filiação”, destacou o presidente Augusto Lobato.

O secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, membro do PT, destacou a atuação de Felipe Camarão à frente da pasta da educação no estado.

“Felipe coordena hoje no Maranhão o maior programa educacional da história do estado, o maior programa de promoção e proteção do direito das crianças, adolescentes e da juventude do Brasil. Por isso quero dizer para vocês que o único lugar para Felipe, por sua história em defesa da democracia, da educação pública e do direito dos trabalhadores, é no PT. Cabe no PT quem está do lado dos trabalhadores e trabalhadoras. Nosso partido tem lado, luta e projeto. E quem se somar a esse lado, a essa luta, tem lugar no partido dos trabalhadores. Esse é um momento de muita alegria para nós”, ressaltou Chico.

“Eu venho para somar. Não venho para ser uma estrela, mas venho para ver a estrela do partido brilhar. Venho como militante, como soldado do partido e quero ajudar o PT a ser maior do que já é. Humildemente, quero contribuir para que tenhamos uma bancada maior na Câmara dos deputados, para que possamos ajudar o governo do presidente Lula. Nós temos que ocupar esses espaços, com coletivos, com mulheres, com homens, trabalhadores e trabalhadoras que constroem esse estado. Agradeço muito ao presidente Augusto Lobato que fez a deferência de receber o meu pedido de filiação e me ouvir manifestar meu desejo de me ingressar no PT”, declarou Felipe Camarão.

Em sua carta pedido, Felipe ressalta sua atuação como gestor público desde 2005, quando assumiu, pela 1ª vez, a direção do Procon/MA, cargo ocupado por duas vezes por ele.

“Aos 23 anos, assumi, pela primeira vez, um cargo de gestão pública, qual seja o de Superintendente do PROCON Maranhão. Após, exerci diversas chefias, na Procuradoria Federal no Maranhão, inclusive a chefia geral do órgão no Estado e a subchefia da Procuradoria na UFMA. Participei da equipe de transição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, tendo sido indicado, por ele, para o cargo de Secretário Municipal de Urbanismo e Habitação. Em 2014, participei da equipe de transição do Governador Flávio Dino e, em seu governo, já exerci os cargos de Secretário de Estado da Gestão e Previdência, da Cultura, de Governo, a Reitoria do IEMA e, hoje, acumulo a presidência da Fundação da Memória Republicana e o cargo de Secretário de Estado da Educação”, destaca trecho da carta.

No governo Flávio Dino, além de gestor da Seduc MA, Felipe Camarão também acumula o cargo de presidente da Fundação da Memória Republicana. Como secretário de Educação, Camarão é considerado o secretário que mais há mais tempo está à frente da pasta, atualmente com 5 anos e 3 meses como gestor.

“Enquanto Secretário de Educação do Estado, minha função principal, delegada pelo governador Flávio Dino, é levar oportunidade para o filho do trabalhador e da trabalhadora, para que possa ter chances iguais na busca pelo conhecimento. E é o que venho fazendo, por meio do Programa Escola Digna em suas diversas facetas. Hoje, protocolar meu pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores é muito simbólico e me enche de orgulho, mais ainda, por toda minha trajetória, que sempre buscou priorizar as lutas que são bandeiras do partido”, reforçou.

Para Cricielle Muniz, que integra a executiva nacional do partido, “o secretário se soma na luta, sobretudo na luta dos trabalhadores, e é bem-vindo nas trincheiras de luta do partido diante desse cenário desafiador que vivemos”, reforçou.

Sobre Felipe Camarão

 

Natural do Rio de Janeiro, filho de um maranhense e uma carioca, Felipe Costa Camarão chegou criança ao Maranhão, onde cresceu e se estabilizou. Iniciou sua vida profissional ainda na adolescência, ministrando aulas de Inglês no curso de sua família. Em 2005, aos 23 anos, dirigiu o Procon/MA, pela primeira vez; cargo que voltou a ocupar em 2011 quando foi convidado a reassumir a direção do órgão.

Ao longo de sua carreira, foi aprovado em concursos públicos para escrivão de polícia civil, analista judiciário do TJ/MA, procurador federal, entre outros. Já como procurador federal, chefiou o escritório de representação da Advocacia-Geral da União e foi procurador-chefe da Procuradoria Seccional Federal do município. No final de 2008, foi nomeado procurador-chefe da Procuradoria Federal no Maranhão. Exerceu, ainda, o cargo de procurador-chefe da Procuradoria Federal Especializada junto ao INSS (PFE/INSS) e o de subprocurador-chefe da UFMA.

Atualmente, além de secretário de Estado da Educação e presidente da Fundação da Memória Republicana do Brasil, Felipe é membro Titular do Fórum Nacional de Educação (FNE), professor da Universidade Federal do Maranhão, membro da Academia Ludovicense de Letras e Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão.

Doutorando em Direito pela Ufma e especialista em gestão pública, há 14 anos é Procurador Federal de carreira e professor universitário há 16 anos.

No governo Flávio Dino, já foi secretário de Gestão e Previdência; secretário da Cultura e secretário de Governo, antes de ser nomeado como secretário de Educação.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!