ECONOMIA

Flávio Dino defende reforma tributária pós-crise da pandemia para melhorar contas públicas

“Precisamos dimensionar caminhos estratégicos para a retomada do crescimento econômico. Estamos há anos nessa crise fiscal, com crescimento baixo, endividamento… [ ]

8 de maio de 2020

“Precisamos dimensionar caminhos estratégicos para a retomada do crescimento econômico. Estamos há anos nessa crise fiscal, com crescimento baixo, endividamento alto, dificuldade na alavancagem de investimentos públicos e privados”, disse o governador Flávio Dino sobre a importância de pensar uma reforma tributária pós-coronavírus. O  debate aconteceu nesta quinta-feira (7), pela Fenafisco, com o tema “Covid-19 e economia: como enfrentar o impacto da pandemia nas finanças dos estados?”.

O governador do Maranhão destacou que a economia já acontece em um organismo debilitado e que cada novo momento na história requer a adoção de um modelo econômico baseado na conjuntura real e necessária. “O momento exige investimentos públicos robustos. Acho que a contenção de gastos ocorreria de todo modo. É claro que não há espaço fiscal nesse momento porque já temos como parâmetro a Lei de Responsabilidade Fiscal,  basta cumprir e o Maranhão cumpre”, disse Flávio Diniz. Ele citou ainda a importância de dois pilares para o desenvolvimento de uma sociedade: a responsabilidade fiscal e a social .

Flávio Dino relembrou o que aconteceu no Brasil e comentou sobre o financiamento das políticas públicas pelo caminho da tributação, inflação ou endividamento. “Vamos ter que sustentar por algum tempo o patamar alto de relação da dívida PIB. Essa é uma realidade inevitável para os próximos anos e ainda rever os  padrões de sistema tributário sobretudo na direção da  progressividade, para ter meios de sustentar investimentos que dinamizem o setor privado. Sabemos que os investimentos públicos e privados são os principais motores no ciclo de investimentos que o Brasil necessita drasticamente nessa conjuntura pós pandemia do coronavírus”, afirmou Dino.

Ao ser questionado no webinário sobre as medidas protetivas adotadas pelo Governo do Estado, o governador destacou a importância das medidas de prevenção para combater o coronavírus no Maranhão, ao apontar que modelos matemáticos demonstram que o estado possuiria mais do que o dobro de casos confirmados se não houvesse medidas de prevenção.

“As medidas preventivas foram, são e serão fundamentais nas próximas semanas. Por exemplo, diariamente na cidade de São Luís são transportados 640 mil passageiros de ônibus. Ontem tivemos 96 mil pessoas o que significa uma redução de 85% no número de passageiros, mostrando que a prevenção dá certo e os indicadores epidemiológicos vão comprovar isso em algumas semanas”, assegurou o governador.

Participaram do webinário Covid 19 e economia, promovido pela Fenafisco, os governadores Flávio Dino (MA), Helder Barbalho (PA), o deputado federal Pedro Paulo, Rafael Fonteles (presidente da Comsefaz) e Charles Alcântara (presidente da Fenafisco).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!