Governo Bolsonaro volta a retaliar o Maranhão e estado não recebe respiradores do Ministério da Saúde

O Maranhão voltou a ser retaliado pelo governo Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus. O Ministério da Saúde… [ ]

25 de abril de 2020

O Maranhão voltou a ser retaliado pelo governo Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus. O Ministério da Saúde recebeu e distribuiu 272 respiradores entre os estados brasileiros. Apesar de estar na lista dos estados em situação de emergência, o Maranhão não foi contemplado pelo governo federal.

Também nesta semana, o governo Bolsonaro tentou confiscar 68 equipamentos comprados pelo governo do Estado de uma empresa de Santa Catarina. Mas, decisão do ministro Celso de Melo do Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu a devolução dos equipamentos para governo estadual.

Noutra manobra para tomar 107 respiradores, que vieram da China, comprados pelo setor privado e doados ao governo do Maranhão, a Receita Federal instaurou processo para investigar suposta ilegalidade na transação.


A entrega de 272 respiradores pelo governo federal aos estados foi anunciada pelo ministro Nelson Teich (Saúde), em sua conta nas redes sociais. Segundo ele, ao todo serão distribuídos 14.100 respiradores. Entre os estados beneficiados estão Amazonas (55), Paraná (20), Amapá (25), Ceará (45), Espírito Santo (10), Pará (20), Piauí (20), Rio de Janeiro (40) e Santa Catarina (17).


0 Comentários

Deixe o seu comentário!