CORONAVÍRUS

Governo disponibiliza pontos de vacinação contra a gripe na Grande Ilha

Considerando que o Ministério da Saúde ampliou a vacinação contra a gripe para toda a população brasileira acima dos seis… [ ]

5 de julho de 2021

Considerando que o Ministério da Saúde ampliou a vacinação contra a gripe para toda a população brasileira acima dos seis meses de idade, o Governo do Maranhão segue disponibilizando pontos de vacinação para reforçar o atendimento ao público. Além disso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis, encaminhou ofício para os 217 municípios, orientando e recomendando a ampliação da vacinação contra a gripe nos postos de saúde municipais.

No Maranhão, já foram aplicadas 1.071.590 doses contra a influenza. Assim, o estado alcançou o percentual de 43,4% de cobertura vacinal, o que o coloca entre os que estão com os melhores índices de vacinação contra a doença no país.

“Por conta da vacinação contra a Covid-19, havia baixa procura nos postos para a vacinação contra a gripe. Com a possibilidade de mais pessoas se vacinarem contra a influenza e com o avanço da vacinação contra a Covid-19, acreditamos que a procura será melhor a partir de agora com a ampliação do público, por isso iremos manter os pontos de vacinação do Governo a fim de facilitar o acesso à imunização”, destaca a chefe do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da SES, Halice Figueiredo.

A vacinação contra a gripe é realizada pelas prefeituras, mas em apoio aos municípios, o Governo do Estado disponibiliza unidades de saúde na Grande Ilha para acelerar o processo de imunização. Foram instalados pontos de vacinação no Hospital Dr. Genésio Rêgo; nas Policlínicas Cidade Operária e Vila Luizão; no Colégio Professor Nascimento de Morais, no Vinhais; e no Hospital Aquiles Lisboa (HAL), na área Itaqui-Bacanga.

A campanha já estava na terceira etapa e entre os públicos prioritários já vacinados estão: crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, trabalhadores da Saúde, idosos com 60 anos ou mais, bem como os professores das escolas públicas e privadas. Com a ampliação do público, toda a população acima dos seis meses de idade agora poderá ser vacinada.

Para a vacinação, devem ser apresentados documento de identificação com foto, carteira de vacinação e cartão do SUS.

Segundo orientação do Ministério da Saúde, as vacinas contra a Gripe e Covid-19 não poderão ser administradas de forma simultânea. Assim, as pessoas que forem vacinar contra Influenza, mas que ainda não tiverem recebido a primeira dose contra à Covid-19 deverão, preferencialmente, se imunizar contra a Covid-19 e agendar a vacina Influenza, respeitando um intervalo de 14 dias entre cada uma.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!