VACINAÇÃO

Governo do Estado começa a vacinar profissionais da educação contra a Covid-19

O Governo do Estado iniciou, nesta terça-feira (20), a vacinação de profissionais que atuam na área da Educação, nas redes… [ ]

20 de abril de 2021

O Governo do Estado iniciou, nesta terça-feira (20), a vacinação de profissionais que atuam na área da Educação, nas redes estadual e federal. O vice-governador Carlos Brandão e os secretários de Estado da Saúde, Carlos Lula, e da Educação, Felipe Camarão, acompanharam a vacinação dos primeiros profissionais no IEMA Rio Anil (antigo Cintra).

“É um grande avanço este que estamos conquistando. Já fizemos a imunização dos profissionais da saúde, dos da segurança, e agora chegamos aos da educação. A vacinação deste público nos deixa ainda mais otimistas, uma vez que temos dado passos cada vez mais promissores no combate ao coronavírus”, disse o vice-governador Carlos Brandão.

Neste primeiro momento estão sendo vacinados os profissionais da educação que estão na ativa, com idade a partir de 55 anos. Para tornar a aplicação mais dinâmica, o Governo do Estado adotou a estratégia de apoiar municípios. Nas cidades de São Luís e Imperatriz, por exemplo, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) fará a vacinação de profissionais das redes estadual e federal, enquanto que os das redes municipal e particular ficarão sob a responsabilidade das prefeituras.

De acordo com o secretário Carlos Lula, o governo tem prestado relevante apoio no processo de imunização. “O que temos pedido a todos os prefeitos é que possamos vacinar mais e mais rápido. Por isso, o governo não tem medido esforços para agilizar a vacinação e, assim, ampliar o número de pessoas protegidas”, pontuou.

Segundo o secretário Felipe Camarão, o momento é uma grande conquista para os profissionais da educação. “Há pouco mais de um ano, as nossas escolas precisaram ser fechadas em respeito à vida, à saúde e à biossegurança de todos. A nossa expectativa é que, após a vacinação, retornemos de modo híbrido com segurança e, com o avanço nas demais faixas etárias, fazermos o retorno presencial 100% a partir do próximo ano”, destacou.

Para receber a primeira dose, os profissionais devem ter em mãos RG, cartão do SUS, cartão de vacinação e o contracheque ou declaração da instituição (com CNPJ).

Professora há 42 anos, Angela Souza foi uma das primeiras a serem vacinadas. Ela, que também estava aniversariando nesta terça-feira, não poderia esperar um presente melhor. “Estou muito feliz pelo trabalho da Saúde, que tem sido magnífico. Feliz por ter sido lembrada e por estar sendo valorizada depois de uma trajetória longa de lutas. Viva o servidor público! Viva o SUS!”, comemorou.

Quem também compartilhou do momento ímpar foi a diretora e professora do Curso de Letras, Meire Joice Paranaguá, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). “Em primeiro lugar, eu agradeço a Deus, pois é um alívio saber que nós da Educação somos prioridade para receber a vacina. Esperamos que isso acelere o retorno às aulas presenciais, uma vez que isso também propicia a diminuição das desigualdades”, disse.

Vacinação

A vacinação ocorrerá por etapas, estendendo-se gradativamente de acordo com as pautas de distribuição das doses de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Na capital maranhense, os pontos de vacinação foram descentralizados, com drive-thru no São Luís Shopping e as escolas IEMA Rio Anil e Centro de Ensino de Tempo Integral João Francisco Lisboa (Cejol).

Na cidade de Imperatriz, o ponto de aplicação da vacina será o drive-thru instalado no Imperial Shopping. O Estado também apoia outros municípios na vacinação dos profissionais da educação. Em Codó, a vacinação acontece no C.E Renê Bayma; em Caxias, no C.E Inácio Passarinho; em Timon, no C.E. Padre Delfino; em Açailândia, no C.E. Professora Norma Suely Mendes; em Paço do Lumiar, no Educa Mais Domingos Vieira; em São José de Ribamar, no Liceu Ribamarense; e em Bacabal, no C.E. Estado do Ceará.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!