COOPERAÇÃO

Governo do Maranhão, Embaixada da França e Consórcio Nordeste realizam missão para fortalecer agricultura familiar na Rota das Emoções

O Governo do Maranhão e a Embaixada da França no Brasil, juntamente com o Consórcio Nordeste, realizam entre os dias… [ ]

23 de fevereiro de 2022

O Governo do Maranhão e a Embaixada da França no Brasil, juntamente com o Consórcio Nordeste, realizam entre os dias 22 e 24, nos municípios de Araioses e Barreirinhas – que compõem a Rota das Emoções – uma missão de estudos técnicos com o objetivo de melhorar a integração da agricultura familiar local na economia do turismo sustentável.

Desde a última terça-feira (15), a comitiva vem realizando visitas nos estados do Ceará e Piauí, e finaliza seus trabalhos em São Luís com uma agenda de avaliação institucional e planejamento, no auditório da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF).

Esta primeira missão prevê visitas em mais de dez associações comunitárias presentes na Rota das Emoções, para conhecer e realizar um diagnóstico de seus diferentes processos produtivos e formas de governança, passando também por lugares de grande fluxo turístico, onde os produtos locais são comercializados.

Em Araioses, a comitiva fará uma visita na comunidade do Torto, com a finalidade de dialogar e conhecer a cadeia extrativista do caranguejo-uçá. O secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Rodrigo Lago, acompanhará a comitiva no município.

Já em Barreirinhas, a ação será realizada na comunidade Braço, no intuito de conhecer a farinha de mandioca e Tiquira, incluindo também a comunidade Massangano II, para conhecer os produtos do caju, como a castanha assada artesanal.

A Rota das Emoções, conhecida pelas belezas naturais dos Lençóis Maranhenses, Vale do Parnaíba e de Jericoacoara, possui também uma rica agricultura tradicional. A iniciativa tem o intuito de propor um plano de ação para valorizar a produção agrícola familiar local, que inclui a cajuína, a farinha de mandioca, o mel e a pesca artesanal, entre diversas outras atividades. Após a proposta do plano, uma segunda missão, de maior escala, será organizada no início do segundo semestre de 2022 para acompanhar a sua implementação.

Projeto

O projeto é financiado pelos estados do Piauí, Ceará e Maranhão e pelo Ministério da Agricultura e da Alimentação francês. É um desdobramento da carta de intenções focada no desenvolvimento sustentável, assinada em 2019 entre a França e o Consórcio Nordeste, grupo que reúne os nove estados da região.

O público-alvo do projeto consiste em famílias rurais cuja atividade baseia-se na agricultura familiar, no extrativismo, na pesca artesanal, com foco prioritário nas mulheres e jovens. Dentro deste público, destacam-se povos e comunidades tradicionais, que receberão uma atenção específica e em relação aos quais será aplicada uma abordagem diferenciada para o desenvolvimento das atividades do projeto.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!