ECONOMIA

Governo e BNDES vão receber R$ 23 bi em lucros da Petrobrás. Estrangeiros terão R$ 27 bi

Brasileiros ficam com a menor parte: R$ 13 bilhões No mesmo dia em que reportou um lucro de R$ 31,1… [ ]

4 de novembro de 2021

Brasileiros ficam com a menor parte: R$ 13 bilhões

No mesmo dia em que reportou um lucro de R$ 31,1 bilhões no terceiro trimestre, a Petrobrás anunciou uma nova distribuição de dividendos referentes ao exercício de 2021.

A parcela será de R$ 31,8 bilhões e se somará a outra, anunciada em agosto, de R$ 31,6 bilhões. Ao todo, portanto, a companhia vai distribuir R$ 63,4 bilhões aos acionistas em lucros do ano de 2021, o maior valor da história. Até então a maior remuneração havia sido paga em 2009, correspondente a cerca de R$ 30 bilhões em valores corrigidos pela inflação.

Em abril a companhia pagou aos acionistas outros R$ 10,3 bilhões, referentes ao exercício de 2020.

Do valor referente ao exercício de 2021, o grupo de controle – formado por governo federal, BNDES e BNDESPar (braço de participações do banco estatal) – deve ficar com R$ 23,3 bilhões, correspondente à sua participação de 36,75% no capital total da petroleira.

Investidores estrangeiros, que juntos detêm 42,79% da companhia, devem receber R$ 27,1 bilhões. E investidores brasileiros, donos dos 20,46% restantes, terão direito a R$ 13 bilhões.

Esses porcentuais são os da composição acionária em agosto, segundo o dado mais recente informado no site da empresa. A composição, porém, pode ter mudado de lá para cá. Os dividendos serão pagos com base na participação de cada um no próximo dia 1.º de dezembro.

Também na quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a privatização da companhia está “no radar”. Mas também disse que a companhia exerce um monopólio, por isso deve ter “viés social” e lucrar menos.

Na véspera, o presidente afirmou que a estatal “só dá dor de cabeça” e não presta um serviço aos brasileiros. “É uma empresa que hoje em dia está prestando serviço para acionistas, mais ninguém. Se você comprar ação de qualquer empresa você pode perder. Na Petrobras você não perde nunca. Ou seja: essa empresa é nossa ou é de alguns privilegiados? Não é justo o que está acontecendo”, disse.

Fonte: Gazeta do Povo

0 Comentários

Deixe o seu comentário!