MAIS PESCADO

Governo entrega 100 toneladas de pescado na Grande São Luís; programa terá nova etapa na segunda quinzena deste mês

Famílias da Grande Ilha foram contempladas com as ações do programa Mais Pescado, no último mês de 2021. Ao todo,… [ ]

3 de janeiro de 2022

Famílias da Grande Ilha foram contempladas com as ações do programa Mais Pescado, no último mês de 2021. Ao todo, 100 toneladas de pescado foram entregues a pessoas em vulnerabilidade social e insegurança alimentar. A iniciativa do Governo do Estado possibilitou alimento de qualidade e contribuiu para redução da fome em diversos bairros da cidade. Em 2022, o programa continua na região metropolitana, levando comida a quem mais precisa.

O titular da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Luiz Henrique Lula, avaliou os resultados do Mais Pescado. “Com esse programa, atuamos para reduzir a fome de milhares de famílias no final do ano. As principais áreas de vulnerabilidade foram atendidas pela ação e recebemos a feliz informação do governador Flávio Dino que o programa continuará na região. É um trabalho da Sagrima que envolve diversas secretarias da gestão e agradecemos a todos – servidores e parceiros – que fizeram um trabalho extremamente importante. Esse trabalho reforçou a responsabilidade que temos na garantia da segurança alimentar da população e é fruto dos esforços de todas as equipes”, frisou o gestor.

No período, o programa alcançou famílias em vulnerabilidade social em 60 bairros da região. Entre estes, Coroado, Bairro de Fátima, Coroadinho, Anil, Ilhinha, Liberdade, Recanto Fialho, Vicente Fialho, Anjo da Guarda, Vila Nova, Jardim São Cristóvão, Vila Palmeira, Santa Rosa, Divinéia, Vila Isabel Cafeteira, Bequimão, Conjunto Santos Dumont, Vila Lobão, Fumacê, e ainda bairros situados nos municípios de Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. A ação somou para garantir alimento a quem mais precisa, movimentar a cadeia produtiva pesqueira do Maranhão e promover cidadania às milhares de famílias atendidas.

O secretário Luiz Henrique Lula anunciou que haverá nova etapa do programa, iniciando na segunda quinzena deste mês, e permanecendo até março. O programa tem como objetivo distribuir peixe a famílias em vulnerabilidade social e situação de insegurança alimentar em todo o Maranhão. O programa também estimula as produções locais, uma vez que todo o peixe distribuído é adquirido da aquicultura promovida em comunidades maranhenses.

Serão feitos estudos para que o programa chegue aos municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “O governador Flávio Dino tem essa sensibilidade social e entende a necessidade de prorrogar o projeto, com fins a combater a insegurança alimentar”, informou Luiz Henrique Lula.

O Mais Pescado é uma ação coordenada pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e conta com o apoio das Secretarias de Estado de Governo (Segov), de Igualdade Racial (SEIR), da Agricultura Familiar (SAF) e de Comunicação (Secap), além do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!