Governo garante cursos profissionalizantes aos adolescentes em medida socioeducativa

“Aqui eu tive oportunidade de ampliar meus conhecimentos, de aprender novas coisas, é um incentivo para quando eu sair daqui… [ ]

18 de agosto de 2017

“Aqui eu tive oportunidade de ampliar meus conhecimentos, de aprender novas coisas, é um incentivo para quando eu sair daqui conseguir um emprego mais qualificado e seguir a vida”, disse esperançoso um dos adolescentes que cumpre medida socioeducativa no Centro de Juventude Sítio Nova Vida, unidade de internação da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac).

Ele e outros socioeducandos foram capacitados em cursos profissionalizantes como Instalador Hidrossanitário (bombeiro hidráulico), Reparador de Aparelhos de Refrigeração Doméstico e Reparador de Aparelhos Eletrodomésticos, realizados semanalmente, durante o primeiro semestre, como parte do eixo de profissionalização da rotina socioeducativa.

De ventilador a aparelho de ar condicionado, passando por furadeiras e bebedouros, de tudo um pouco os adolescentes aprenderam a consertar nos cursos e toda a comunidade socioeducativa apoiou a ideia. “Alguns eletrodomésticos que estavam parados na unidade, hoje, funcionam por causa dos adolescentes, que consertaram durante as aulas práticas dos cursos, inclusive, muitos servidores trouxeram seus aparelhos para ajeitar aqui e gostaram da prestação do serviço”, explicou o diretor interino da unidade, Alexsandro Farias.

A presidente da Funac, Elisângela Cardoso, destacou a importância da profissionalização como um passo fundamental na mudança do projeto de vida dos adolescentes. “Por meio dos cursos, oportunizamos um novo horizonte para o adolescente, que através do conhecimento pode sonhar e construir caminhos melhores para sua vida, porque, de fato, o que eles precisam é de oportunidade para estudar e buscar uma profissão como qualquer outro adolescente”, frisou a gestora que acrescentou “Nesse sentido, a Funac tem buscado potencializar as ações profissionalizantes dentro das unidades, por meio de parcerias e de ações intersetoriais, para ampliar o número de adolescentes atendidos, reforçando o compromisso com as nossas metas de governo”.

Em 2017, somente na unidade do Sítio Nova Vida, já foram realizadas 37 certificações profissionalizantes. A ideia é superar os índices de 2016, quando foram emitidas 136 certificações nos cursos de formação profissional como Bombeiro Hidráulico, Eletricista Predial, Instalador Hidráulico, Reparador de Eletroeletrônicos, Mecânica de Motos e Informática, conforme o Relatório de Gestão da Funac. Os cursos foram realizados nas unidades de internação de São Luís, Paço do Lumiar e Imperatriz, em parceria com a Secretaria de Trabalho e Economia Solidária (Setres), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Instituto de Qualificação Ensino Profissional (IQEP).

De Secap

0 Comentários

Deixe o seu comentário!