META ALCANÇADA

Maranhão atinge cobertura vacinal do rebanho contra febre aftosa

Mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19, o Maranhão atinge a meta preconizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária… [ ]

23 de setembro de 2020

Mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19, o Maranhão atinge a meta preconizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que é de 90% do rebanho vacinado, na primeira etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa, imunizando 95,96% do rebanho bovídeo em todo o estado. Os dados foram apresentados, na segunda-feira (21), à Equipe Gestora Estadual do Plano Estratégico (EGEPE-MA) de ampliação nacional da zona livre de febre aftosa sem vacinação.

Para cumprimento das metas do plano do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA), o Maranhão está em fase final de organização do 4º Fórum Estadual Sobre o Plano Estratégico, no dia 22 de outubro, com a participação de especialistas no assunto. O evento será online e aberto ao público.

A EGEPE-MA ainda fez uma estimativa para demanda de vacinas antiaftosa para o rebanho bovídeo maranhense em 2021. Houve um crescimento do efetivo na ordem de 8% no estado, entre as campanhas da primeira etapa dos anos de 2019 a 2020, e projeta-se um rebanho em torno de 9,7 milhões de cabeças para o ano que vem. Desta forma, a equipe deliberou a necessidade de, aproximadamente, 14 milhões de doses de vacina para atender ao rebanho de bovídeos maranhense nas duas etapas de campanha no ano de 2021, para que não haja desabastecimento do mercado.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!