ECONOMIA

Maranhão é o 2º maior exportador do Nordeste, afirma estudo da Apex-Brasil

Em 2020, a participação do Maranhão nas exportações da região Nordeste aumentou, indo de 18,1%, em 2017, para 20,9%. É… [ ]

27 de fevereiro de 2021

Em 2020, a participação do Maranhão nas exportações da região Nordeste aumentou, indo de 18,1%, em 2017, para 20,9%. É o que destaca o estudo “Maranhão – perfil e oportunidades de exportação e investimentos 2021”, lançado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Segundo os dados, o Maranhão registra o segundo lugar no ranking de exportação no Nordeste – em âmbito nacional; o estado também apresentou crescimento entre 2017 e 2020, saltando de 1,39% para 1,60%, ficando no 13ª lugar em nível nacional.

O estudo detalha um panorama geral da economia do Maranhão, identificando o potencial exportador do estado a partir da análise das exportações de bens e serviços e do perfil dos investimentos estrangeiros diretos.

De acordo com a Apex-Brasil, as exportações maranhenses totalizaram, aproximadamente, US$ 3,4 bilhões em 2020. No período 2017-2020, as exportações do estado registraram elevação média anual de 3,5%.

“Na contramão da crise econômica, social e sanitária que o país tem vivido nos últimos anos, o Governo do Maranhão tem trabalhado insistentemente no desenvolvimento do Estado. Essa fase de crescimento é um reflexo de uma gestão que busca investir nas cadeias produtivas, por meio da atração de investimentos e do fortalecimento de ações estratégicas”, comenta Simplício Araújo, secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc).

Estudo da Apex-Brasil

Na pesquisa da Apex-Brasil, foram identificadas mais de 70 oportunidades específicas, distribuídas em oito complexos, além da seleção de setores com maior potencial para expandir suas exportações no estado.

Para saber mais sobre a pesquisa, acesse: https://bit.ly/37J2Fb9.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!