CORONAVÍRUS

Maranhão têm leitos exclusivos para casos de Covid-19 em todas as unidades da rede estadual de saúde

Todas as unidades da rede estadual de saúde já possuem leitos exclusivos para atendimento a pacientes que necessitarem de assistência… [ ]

20 de abril de 2020

Todas as unidades da rede estadual de saúde já possuem leitos exclusivos para atendimento a pacientes que necessitarem de assistência hospitalar por conta da Covid-19. Além de unidades de saúde na Região Metropolitana de São Luís, os leitos de UTI e enfermaria estão distribuídos em hospitais regionais e macrorregionais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e maternidades que fazem parte da rede estadual de saúde. Com o trabalho de ampliação, já são 564 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 em todo o estado, sendo 161 leitos de UTI e 403 de enfermaria.

O cenário faz parte das estratégias do Governo do Maranhão para conter o avanço da pandemia no estado e oferecer os cuidados necessários aos pacientes. “Estamos mantendo uma atitude responsável de preparação da rede estadual de saúde em todo o Maranhão. Concentrando os esforços em São Luís, que apresenta o maior número de casos, mas também criando leitos clínicos e de UTI no interior do estado”, destacou o governador Flávio Dino, em coletiva concedida nesta segunda-feira (20).

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reforça que a rede de saúde segue em expansão. “Estamos acompanhando o avanço da doença e seguimos preparando a rede estadual de saúde, criando novos leitos, ampliando o quadro de profissionais e reforçando as medidas de prevenção para conter a transmissão e, assim, achatar a curva de crescimento dos casos de Covid-19 no Maranhão para que a estrutura do sistema de saúde dê conta da demanda”, afirma o secretário.

São Luís, que possui atualmente mais de 93% dos casos da Covid-19 do estado, já conta com 235 leitos de enfermaria e 80 de UTI específicos para tratamento do novo coronavírus. Além destes, 28 novos leitos de UTI serão entregues nesta semana, sendo 10 no Hospital Dr. Carlos Macieira, 15 no Hospital de Cuidados Intensivos e 3 na Hospital da Vila Luizão. Serão entregues também novos 100 leitos de enfermaria: 50 no Hospital Nina Rodrigues e 50 com aluguel do Hospital São José.

Os investimentos do Governo do Estado alcançam também as unidades de saúde do interior do estado, onde estão distribuídos 81 leitos de UTI e 168 leitos clínicos. Na Região Tocantina, por exemplo, no Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco, em Timon, foram entregues recentemente 23 novos leitos, sendo 12 de UTI e 11 de enfermaria. Em Imperatriz, o Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto possui 24 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI específicos para tratamento da Covid-19, e em breve deve disponibilizar mais 24 leitos de enfermaria também para atender os pacientes com o novo coronavírus.

No Baixo Parnaíba, o Hospital Regional de Chapadinha também já tem estrutura montada para atender casos moderados e graves do novo coronavírus. O diretor do Hospital de Chapadinha, Francisco Assis, ressalta a importância de uma estrutura montada em caso de avanço do número de casos na região. “Assim como as outras unidades de saúde do estado, o Hospital de Chapadinha também já tem sua estrutura montada com leitos de retaguarda para Covid-19. A população já vinha sendo assistida pelo hospital, agora com os novos leitos, teremos ainda mais estrutura para atender os pacientes durante a pandemia”, ressalta.

Na Região dos Cocais, serão entregues, em breve, no Hospital Macrorregional de Coroatá, leitos de UTI e enfermaria, com estrutura específica para atender pacientes com o novo coronavírus. “Essa é uma ação de zelo pelo povo maranhense. O investimento na ampliação hospitalar para assegurar a vida das pessoas é uma forma de respeito e amor para as famílias”, diz o diretor administrativo da unidade, Francisco Bezerra.

O Governo do Estado prepara ainda a abertura dos Hospitais de Lago da Pedra e Santa Luzia do Paruá com novos leitos exclusivos para atendimento a casos do novo coronavírus.

Para preparar a rede estadual de saúde para o combate à Covid-19, desde o início da pandemia, o Governo do Estado trabalha na aquisição de equipamentos, criação de novos leitos, parcerias com entidades privadas e seletivos para a contratação de profissionais da saúde, entre outras ações. O poder público estadual tem também adotado medidas preventivas de contenção da doença através de decretos estaduais que suspendem serviços não essenciais, orientam o funcionamento dos supermercados e incentivam o distanciamento social.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!