ECONOMIA

Maranhão ultrapassa a marca de 280 mil empresas ativas

O número de empresas ativas no Maranhão deu um salto de 71,8% nos últimos cinco anos. De 2014 a novembro… [ ]

20 de novembro de 2019

O número de empresas ativas no Maranhão deu um salto de 71,8% nos últimos cinco anos. De 2014 a novembro de 2019, o estado ganhou cerca de 120 mil novos empreendimentos, saindo de 168.546 empresas ativas para 289.607 negócios em plena atividade. É o que revela o estudo estatístico mensal da Junta Comercial do Maranhão (Jucema), órgão responsável pelo registro empresarial no estado.

No ranking das cidades maranhenses com maior número de empresas ativas, São Luís aparece na primeira posição com 95.105. Em segundo lugar está Imperatriz com 26.412, em seguida São José de Ribamar 11.422, Timon com 7.766, Balsas com 7.465, Paço do Lumiar com 7.030, Caxias com 6.459, Açailândia com 6.404, Bacabal com 5.608 e Santa Inês com 4.959.

O crescimento expressivo do número de empresas ativas converge com o desempenho positivo de uma série de ações do Governo do Estado colocadas em prática para atenuar os efeitos negativos da recessão nacional sobre a economia estadual, como também para estimular a atração de investimentos privados, garantir a união entre o setor público e a iniciativa privada e, consequentemente, assegurar um ambiente de negócios mais favorável. Atualmente centenas de empresas são beneficiadas por meio do Programa Mais Empresas e outros diversos benefícios setoriais.

De acordo com o presidente da Jucema, Sérgio Sombra, os dados divulgados na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com informação oficial que o Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão em 2017 foi o que mais cresceu no Brasil confirma o caminho de desenvolvimento do estado que vem consolidando nos últimos quatro anos.

“Esse é um reflexo claro de um conjunto de fatores e a desburocratização da abertura de empresas caminha lado a lado com essas medidas adotadas pelo Governo do Estado para manter a prosperidade da nossa economia. A concretização da Jucema 100% Digital é um exemplo desses avanços”, reforçou o presidente.

Comércio é o destaque
Segundo levantamento da Jucema, os setores econômicos com mais empresas ativas é o de Comércio com 156.600 negócios, seguido de Serviços com 88.311, Indústria 20.041 e, por fim, Construção Civil com 16.326.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!