MP denuncia Cabral, Nuzman e mais quatro após Operação Unfair Play

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia, nesta quarta-feira, contra o ex-governador Sérgio Cabral, o ex-presidente do Comitê Olímpico do… [ ]

18 de outubro de 2017

Reprodução/Agência O Globo

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia, nesta quarta-feira, contra o ex-governador Sérgio Cabral, o ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Carlos Arthur Nuzman, o empresário Arthur Soares, o ex-diretor de operações do Comitê Rio-2016 Leonardo Gryner, o ex-diretor de marketing da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) Papa Massata Diack e o ex-presidente da IAAF Lamine Diack após as investigações da Operação Unfair Play.

Nuzman, que é suspeito de ter intermediado o pagamento de propinas para que o Rio de Janeiro sediasse os Jogos Olímpicos de 2006, foi denunciado por corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Gryner, seu braço-direito, também foi enquadrado nos dois primeiros crimes.

Já Cabral é acusado de corrupção passiva. O ex-governador do Rio comandaria um esquema de pagamento de propinas do qual fazia parte do empresário Arthur Soares, denunciado por corrupção ativa. De uma conta do “Rei Arthur”, como é conhecido, teriam sido feito os pagamentos a Papa Diack e Lamine Diack para a compra dos votos que trouxeram os Jogos para o Rio.

De O Globo

0 Comentários

Deixe o seu comentário!