SAÚDE

“Não tenho mais vergonha de sorrir”, diz paciente da rede estadual de saúde beneficiada com prótese dentária

“Faço parte do grupo de idosos da Legião da Boa Vontade lá da minha cidade e um dentista visitou o… [ ]

15 de fevereiro de 2021

“Faço parte do grupo de idosos da Legião da Boa Vontade lá da minha cidade e um dentista visitou o grupo para falar sobre os cuidados bucais. Eu fui avaliada e como só tinha uma parte dos dentes, ele me encaminhou ao Sorrir, para colocar meus dentes e agora eu estou sorrindo”, contou a aposentada Maria Domingas Sousa Silva, de 71 anos, e que mora em Raposa, região metropolitana de São Luís.

Maria Domingas realizou o tratamento no Centro de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir), equipamento que integra a rede estadual de saúde, e segue fazendo o acompanhamento. “Nem esperei tanto como pensava para a primeira consulta. A equipe é toda muito boa e fui atendida por um dentista maravilhoso. Agora, eu estou sorrindo, me comunicando bem, me alimentando bem. Não tenho mais vergonha de sorrir”, finalizou.

Com quase três anos de funcionamento, o Centro de Especialidades Odontológicas apresentou diversos avanços no que se refere à saúde bucal no estado, ofertando serviços de média e alta complexidade, aos quais a população antes não tinha acesso.

“O Sorrir tem um trabalho de reabilitação oral excepcional, como este da colocação de próteses dentárias, que devolve a mastigação e a estética aos pacientes que tinham dificuldade em se alimentar, em se comunicar, sorrir, convívio social. Em 36 meses, foram entregues 4.300 próteses dentárias”, disse o diretor técnico do Sorrir, Fabricio Saraiva.

Em média, uma prótese é feita em três dias. Por mês, são 120 peças. São 4 etapas: o molde, o plano de cera, a prova da prótese pelo paciente e a aprovação do profissional. Após a entrega da prótese, o paciente volta na semana seguinte para avaliar se está tudo bem com a prótese.

“A maioria de nossos pacientes está há muito tempo com poucos dentes ou nenhum dente e isso compromete a qualidade de vida, pois eles engolem a comida sem fazer a mastigação e isso leva a uma série de outros comprometimentos na saúde. E depois da colocação da peça existe uma adaptação, que é avaliada e acompanhada pela equipe”, explicou o protesista do Sorrir, Paulo Freitas Panain.

Funcionamento

O Centro funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e sábado das 8h às 12h, em estrutura localizada ao lado da Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (Feme), em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande, na capital maranhense. O agendamento para atendimento pode ser realizado por meio de um call center: (98) 3232-5355 e 3221-4621.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!