No Maranhão, pelo menos sete detentas mães serão beneficiadas com decisão do Supremo

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal de conceder prisão domiciliar às detentas sem condenação que estejam gestantes ou tenham… [ ]

21 de fevereiro de 2018

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal de conceder prisão domiciliar às detentas sem condenação que estejam gestantes ou tenham filhos até 12 anos, sete delas serão beneficiadas no Maranhão.

O anúncio do número de mulheres que tem direito de cumprir a pena em casa foi feito pelo Governador do Estado, Flávio Dino.

No Brasil todo a decisão do STF beneficia 4,5 mil detentas e seus filhos, cerca de 10% da população carcerária feminina no país, de acordo com o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), do Instituto Terra Trabalho e Cidadania (ITTC) e da Pastoral Carcerária Nacional.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!