Obras de infraestrutura terão foco nas rodovias e conexão com avenidas

Durante entrevista nesta quarta-feira (17), para a Rádio Timbira, em São Luís, o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton… [ ]

17 de julho de 2019

Durante entrevista nesta quarta-feira (17), para a Rádio Timbira, em São Luís, o secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto, explicou sobre as próximas ações do Governo do Maranhão, através da Sinfra, nas diversas regiões do Estado.

“Neste segundo semestre, por determinação do governador Flávio Dino, vamos focar no trabalho das rodovias estaduais e também em algumas avenidas que fazem interligação para conectar os trechos rodoviários”, disse o secretário durante a entrevista.

Com o planejamento do Governo, a Sinfra já entregou mil quilômetros de pavimentação alcançando várias regiões do Estado. Além disso, para o próximo semestre serão mais 15 obras em andamento com meta de finalização até o fim do ano.

“O povo do Maranhão pode continuar convicto de que estamos trabalhando todos os dias sob o comando do governador, baseado no programa de Governo. Já avançamos em vários segmentos, e temos muitos trabalhos em fase de finalização como é o caso da ponte em Nova Iorque, a Estrada do Peixe, a rodovia que interliga Amarante até Sítio Novo e vários outros locais que, em breve, serão contemplados com novas obras”, completou.

Grande São Luís e Região Tocantina

O secretário também falou sobre os serviços que estão em andamento na área da saúde e educação, que tem possibilitado melhor qualidade de vida para a população maranhense. Na Grande São Luís, Clayton Noleto destacou as ações na mobilidade urbana e também  o novo hospital do servidor e as obras do hospital da Ilha que estão em construção.

Na Região Tocantina, o secretário também enfatizou a entrega realizada recentemente da Avenida Bernardo Sayão, uma nova avenida completamente reestruturada com pista de caminhada e ciclovia. Nas outras regionais do Estado, os serviços de manutenção continuam sendo realizados para melhorar a qualidade da mobilidade no Estado.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!