CORONAVÍRUS

Obras do Hospital de Campanha em Açailândia chegam à reta final

Com obras em estágio avançado, o Hospital de Campanha em Açailândia está cada vez mais próximo de ser entregue, fortalecendo… [ ]

4 de maio de 2020

Com obras em estágio avançado, o Hospital de Campanha em Açailândia está cada vez mais próximo de ser entregue, fortalecendo a luta contra o novo coronavírus (Covid-19) no Maranhão. Resultado da parceria entre o Governo do Estado e a empresa Vale, responsável pela montagem do espaço, a estrutura fica localizada nas proximidades do Fórum de Açailândia, no bairro Tropical, e contará com 60 leitos para atender os casos de Covid-19 considerados de baixa complexidade.

“Em tempo recorde ampliamos a nossa oferta de leitos no intuito de oportunizar a assistência aos diagnosticadas com a Covid-19. Com o Hospital de Campanha em Açailândia, vamos ampliar o suporte às unidades públicas que atendem a região, deixando-as exclusivas para os casos que demandam maior atenção devido à gravidade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Ao todo, serão 60 leitos, sendo 53 de enfermaria e sete para UTI. “Para a Vale é uma honra contribuir com o hospital de campanha, que visa o atendimento às pessoas infectadas pelo coronavírus. O nosso principal objetivo é contribuir para que as equipes médicas tenham uma qualidade de trabalho a contento e que também a população seja bem atendida com infraestrutura adequada”, afirmou a gerente de Relações Governamentais da Vale, Vanessa Tavares.

O hospital contará com o apoio de duas ambulâncias de plantão, ambas equipadas com estrutura de UTI. Aproximadamente 217 profissionais deverão trabalhar no local, entre equipe multiprofissional e médica. O hospital será entregue ainda neste mês de maio.

Capital

Em São Luís, o Governo segue construindo outro Hospital de Campanha como forma de aliviar a crescente demanda nas unidades de saúde. Localizado no pavilhão de eventos do Multicenter Negócios e Eventos, a instalação da estrutura foi requerida por meio do Decreto Governamental nº 35.779.

“No que compete à responsabilidade do Estado, temos feito todo possível para salvar vidas, todavia, o nosso principal aliado na luta contra o coronavírus continuará sendo a população. Por esta razão continuaremos a enfatizar que sejam seguidas com rigor as medidas de prevenção, principalmente o respeito ao decreto de lockdown que entra em vigor nesta terça-feira. Este momento é o momento de pôr a mão na consciência, deixar o individualismo de lado e pensar no próximo”, pontuou Carlos Lula.

Com o piso finalizado e as paredes sendo erguidas. A estrutura contará com 200 leitos, sendo 186 leitos clínicos e mais 14 de UTI. A região concentra atualmente mais de 90% dos casos do novo coronavírus do estado.

A estrutura será administrada pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), com apoio da Casa Civil. A montagem do hospital em São Luís é resultado de uma parceria entre a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Vale, Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Emserh.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!