POLÍCIA

Operação da Polícia Civil prende 22 integrantes de facção criminosa

Resultado da operação Parque Seguro, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, resultando em 22 prisões de suspeitos,… [ ]

18 de setembro de 2020

Resultado da operação Parque Seguro, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, resultando em 22 prisões de suspeitos, destes, dois líderes de facção presos em flagrante. Todos os detidos integram grupo criminoso que age nos bairros Parque Vitória e Parque Jair, segundo as investigações. Detalhes do trabalho investigativo foram divulgados em coletiva à imprensa, na tarde desta sexta-feira (18), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), Vila Palmeira.

A investigação teve como foco o combate a grupos que praticavam crimes nos bairros Parque Vitória, Parque Jair e áreas adjacentes. Com os suspeitos, a polícia apreendeu armas calibre .40, drogas (crack, cocaína, maconha), veículos, quantia em dinheiro, diversos celulares e material com dados da contabilidade do tráfico de drogas. Entre os crimes atribuídos ao grupo estão homicídios, roubo, associação criminosa, associação para o tráfico e tráfico de drogas.

O volume de prisões e apreensões é fruto de um plano de ação contínuo para controle da criminalidade nestas áreas, que teve início há três meses. Durante as investigações, a polícia recebeu denúncias dos atos de violência e ilícitos praticados pelos membros da organização criminosa. A operação deve ter uma segunda fase, informou a delegada. Os celulares apreendidos serão analisados e caso a polícia encontre novas provas e mais envolvidos, terá início nova etapa da investigação.

“Essa é mais uma operação integrada da Polícia Civil e da Polícia Militar, que obteve êxito com esse dia ‘D’ resultando em um expressivo volume de prisões. São traficantes que estavam dentro da sociedade cometendo crimes e implantando um cenário de violência naquelas áreas. Com as prisões, certamente vão reduzir os casos de tráfico de drogas e de homicídios”, pontuou o comandante do 20° Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Marcos Brito.

Participaram da coletiva à imprensa, o subsecretário da SSP-MA, delegado Leonardo Diniz; o delegado geral de Polícia Civil, Armando Pacheco; e a delegada titular da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), Viviane Fontenelle.

A operação Parque Seguro teve apoio das superintendências Especial de Investigação Criminal (Seic) e de Narcóticos (Senarc), Grupo de Resposta Tática (GTR), Centro Tático Aéreo (CTA) e Polícia Militar.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!