Cunha Santos

OPINIÃO | 50 anos de corrupção dos Sarney quebraram o Maranhão que Flávio Dino está reconstruindo

JM Cunha Santos Pode contar nos dedos ou usar máquina de calcular. Os 50 anos dos Sarney no poder no… [ ]

17 de agosto de 2017

JM Cunha Santos

Pode contar nos dedos ou usar máquina de calcular. Os 50 anos dos Sarney no poder no Maranhão foram 50 anos de corrupção. Quebram o Maranhão. Fizeram do maranhense o povo mais pobre do país. Aliás, falando e corrupção, este ano o episódio da Lunus, escritório de Roseana Sarney e Jorge Murad onde foram encontrados milhões em cédulas de 50 reais, atinge a puberdade. Fazem 15 anos do mais escabroso ato de corrupção já escancarado no Estado.

O negócio da China (KaoI) que deixou esgotados e na miséria centenas de trabalhadores na região de Rosário, deve estar comemorando as bodas de prata. Neste episódio, um grupo de vivaldinos enriqueceu ás custas do couro do povo. A corrupção da Usimar deve estar completando Bodas de Ouro. O fato é que nos 50 anos dos Sarney no poder, não houve um único ano sem denúncias de corrupção deslavada, divulgada, cantada em verso e prosa nos quatro cantos do Brasil. Quanto a escolas, só de palha; hospitais, só de fachada; segurança, nem pensar; agricultura, desmontada; agricultura familiar, dispensada. Pobreza, fome, desemprego, êxodo rural, miséria – era esse o retrato do Maranhão.

A corrupção atingiu um nível tão alto que Sarney se tornou personagem de capa do livro “Honoráveis Bandidos”, entrando definitivamente para a História. Tanta que Roseana Sarney ilustrou o romance sem falas “A candidata que virou pó”.

E tome corrupção, tome roubo de dinheiro público!

1 bilhão de reais sumiu da Secretaria da Saúde na gestão Rseana Sarney-Ricardo Murad. Mais de um bilhão de reais sumiu da Secretaria da Fazenda na gestão Roseana Sarney-Cláudio Trinchão. Nos governos Roseana Sarney o Sistema Mirante de Comunicação recebia mais dinheiro que todo o Sistema Estadual de Agricultura. Enquanto isso, os lavradores maranhenses eram escorraçados, pisoteados, fuzilados por grileiros e empresas agropecuárias protegidos pela omissão e conivência do Estado.

E tome miséria, tome pobreza, fome e desemprego no interior do Maranhão.

ATAQUES A FLÁVIO DINO

Aliada, agora, do presidente acusado de chefiar uma organização criminosa, Michel Temer, Roseana Sarney usa sua televisão turbinada por verbas federais e o resto da mídia para tentar desconstruir a imagem do governador Flávio Dino. E quem são os entrevistados? Andrea Murad, cujo pai quase vai preso por corrupção na Secretaria da Saúde e Eduardo Braide, tido como um dos chefes da Máfia de Anajatuba.

Sobre esses ataques, ainda há pouco o Secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry disse que o trabalho inegável do governo Flávio Dino desnorteia a oposição oligárquica que parte para todo tipo de baixaria e mentiras todos os dias. “Em meio à crise, o Maranhão tem obras por todo lado, em todas as áreas e regiões. Resultado do trabalho sério e competente do governador Flávio Dino”, declarou o secretário. Márcio declarou ainda que comparando-se os 14 anos de Roseana Sarney com os 2,5 de Flávio Dino chega-se a uma conclusão que deveria a oligarquia pedir desculpas. Para Jerry, os 50 anos de poder oligárquico não resistem a um minuto de comparação com o que hoje acontece no Maranhão. “Eles só espoliaram nosso estado”, disparou. “Não há como negar: muito mais policiais e segurança; muito mais escolas e professores; muito mais hospitais e saúde; muito mais dignidade”, finalizou.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!