Menina de 10 anos continua desaparecida

Uma menina de 10 anos, Alanna Ludmila Borges Pereira, desapareceu na cidade de Paço do Lumiar, na Grande Ilha, na… [ ]

2 de novembro de 2017

Uma menina de 10 anos, Alanna Ludmila Borges Pereira, desapareceu na cidade de Paço do Lumiar, na Grande Ilha, na tarde dessa quarta-feira (1º). A criança foi deixada supostamente sozinha em casa pela mãe, que teria saído às 9h para uma entrevista de emprego e retornado apenas às 15h.

As buscas pela criança começaram quando a mãe fez a denúncia do desaparecimento, e até o momento ela não foi encontrada.

Segundo informações do blog do Gilberto Lima, a mãe declarou em áudio, compartilhado por aplicativo de mensagens, ter deixado a casa trancada, mas entregue uma chave reserva para a filha.

“Deixei ela trancada porque a casa tem grade na frente e nos fundos, mas ficou uma chave reserva. Acredito que ela pegou essa chave e abriu a porta para alguém conhecido, porque sempre orientei para ela não abrir porta para estranhos”, diz a mãe na mensagem em áudio.

Na manhã desta quinta (2), a polícia declarou que o padrasto de Alanna, Roberth Serejo Oliveira, de 32 anos, não foi mais visto desde que prestou depoimento. Roberth declarou não saber de nada relacionado ao desaparecimento da criança. Ele está sumido desde a madrugada desta quinta.  Alanna Ludmila é filha de um cadete do Corpo de Bombeiros do Maranhão.

Ainda na quarta-feira (1º), a mochila de Alanna, contendo uma roupa íntima e uma agenda foi encontrada nas proximidades da residência da família. A criança morava com a mãe Jaciana Borges Pereira, e um irmão.

Informações davam conta de que Roberth e um segundo homem, que fez serviços de limpeza para a família, eram suspeitos de raptar a criança, como noticiado, mas atualizações não confirmaram se a polícia tem seguido esta linha.

Segundo o coronel Aritanã Lisboa, comandante de Policiamento da Área Metropolitana II (CPAM II), as buscas estão sendo realizadas no Maiobão e em bairros vizinhos. A polícia trabalha com a possibilidade de achar a criança com vida.

Informações davam conta de que a menina teria sido raptada em um carro, mas logo foram desmentidas por familiares.

Veículos chegaram a noticiar que a menina havia sido encontrada, e que um corpo havia sido encontrado em uma escola, mas nenhuma das duas informações é verdadeira.

[Atualização]

Foi encontrado ao lado da casa onde morava com a mãe e o irmão o corpo da criança Alanna Ludmila, de 10 anos ,na manhã desta sexta-feira (3). Segundo O Imparcial as informações foram confirmadas pelo Coronel Aritanã, do 13º Batalhão de Polícia Militar que está a frente do caso. Padrasto Roberth Serejo é o principal suspeito do assassinato.

3 Comentários

Deixe o seu comentário!