MARANHÃO PROFISSIONAL

Plataforma de capacitação recebe milhares de inscrições

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e as medidas de isolamento social, o Governo do Maranhão desenvolveu uma… [ ]

24 de maio de 2020

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e as medidas de isolamento social, o Governo do Maranhão desenvolveu uma série de iniciativas promovendo capacitação. Uma delas é a plataforma Maranhão Profissionalizado, que desde abril vem atraindo muitos jovens para uma formação. Totalizam 10 formações, todas gratuitas e que oferecem certificação. A ferramenta já contabiliza mais de 15 mil inscritos e a cada dia, novos interessados procuram pelos cursos oferecidos.

Dos mais de 15 mil cadastrados na plataforma, mais de 11,6 mil já concluíram as capacitações e receberam os certificados. O curso Aprendendo a Ensinar Online ainda é o mais procurado, totalizando 2.340 concludentes. Outro curso bastante procurado também se refere à educação e propõe o ensino híbrido, unindo personalização e tecnologia na educação. Um total de 1.932 participantes concluíram esta formação no período. A área de alimentos também é concorrida, sendo os cursos de panificação e produção de doces tradicionais os mais procurados.

A plataforma Maranhão Profissionalizado oferece 10 cursos online, nos segmentos educação, gestão e produção de alimentos. São eles: Aprendendo a Ensinar Online, Ensino Híbrido: Personalização e Tecnologia na Educação, Cuidador de Idoso, Serigrafia e Customizados, Tortas de Vitrine, Aproveitamento Integral dos Alimentos, Panificação, Sala de Aula Digital Interativa, Produção de Doces Tradicionais e Gestão Socioemocional frente às crises e inseguranças.

Para a diarista Anabela Rodrigues, 34 anos, a plataforma veio somar para preencher sua nova rotina e o aprendizado já é aproveitado em sua casa. “Eu estava com muito tempo livre e passei a procurar novas atividades. Um amigo me indicou os cursos, fui ver e gostei. Já estou fazendo pães em casa e agora quero ver se faço mais cursos na produção de alimentos. Estou pensando em fazer para vender aqui onde moro”, disse ela.

As inscrições podem ser realizadas pelo link: web.iema.ma.gov.br/maranhaoprofissionalizado para gerar o login e senha de acesso. Os cursos são livres e sem exigência mínima ou máxima de idade. Todas as capacitações têm carga horária de 40 horas e possibilitam certificado de conclusão aos que finalizem as aulas e apresentem rendimento mínimo exigido pelo curso. Os cursos são coordenados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da rede do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!