ESTADO

Ponte Central Bequimão constrói futuros e traça novas histórias

O ano começou com muita ação do Governo do Maranhão. Na infraestrutura, a maior obra da engenharia no estado segue… [ ]

8 de janeiro de 2022

O ano começou com muita ação do Governo do Maranhão. Na infraestrutura, a maior obra da engenharia no estado segue em andamento para a finalização dos serviços de concretagem dos guarda-rodas. A ponte sobre o Rio Pericumã, que em breve será entregue à população, desde já tem história sendo feita.

Com uma grande obra, vem também grandes histórias. Diversos trabalhadores, ao todo 120, colaboram para a construção e mantimento dos serviços na ponte que ligará as cidades de Central e Bequimão.

Seu Lourival Mendes, responsável pela parte de topografia da obra, conta do sentimento de prestígio que sente ao saber como essa obra vai impactar para melhor a vida as pessoas. “A gente se sente importante de estar trabalhando numa obra que vai ser vista pelo Brasil e pelo mundo. Isso é um marco na história do Maranhão. E a gente trabalhar aqui, numa obra dessa, a gente se sente prestigiado”, disse.

Essa obra também é lugar de começo de carreira. E que começo teve Carla Rego, apenas dois anos de formada, teve o privilégio de ser uma das engenheiras residentes e acompanhar o andamento de diversos processos que estudou. “É muito gratificante trabalhar aqui. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa obra, porque eu tenho menos de dois anos de formada e já peguei uma obra desse porte, que é muito importante para a baixada e para o Maranhão”, contou a engenheira.

Além disso tudo, a construção da Ponte sobre o Rio Pericumã já começou a encurtar distâncias. O operário Vanderlei Cantanhede trabalhou em outro estado por falta de emprego na região. Ele conta que a obra o ajuda a estar mais próximo da família. “Aqui o serviço é bom porque fica mais perto. A gente longe às vezes acontecia alguma coisa com a família e a gente não sabia e para vir é uma dificuldade. Aqui tá pertinho”, contou.

Driblando as chuvas e as dificuldades por conta das condições climáticas, as equipes de engenharia trabalham atualmente na forma e concretagem dos guarda-rodas, que é uma estrutura de concreto localizada lateralmente à pista de rolamento para minimizar, em caso de acidentes, o risco de capotamento e agravamento devido a colisões, e também na concretagem do bloco 2 e na cravação de camisas metálicas do bloco 1. A previsão é que até o começo de março a obra seja entregue.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!