PANDEMIA

Prefeitura de São Luís amplia e melhora capacidade de atendimento da central telefônica voltada para serviços da assistência social

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social  (Semcas), firmou parceria com o… [ ]

15 de maio de 2020

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social  (Semcas), firmou parceria com o Grupo Elo e, a partir da próxima segunda-feira (18), passa a atender o público acompanhado pela política de Assistência Social, por meio de um novo número: (98) 3133-6407. Com a nova central, que não irá gerar custos financeiros para a Prefeitura, o atendimento será ampliado, com capacidade recebimento diário de até duas mil ligações. A ação soma-se a outras da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior voltadas para o cuidado com as pessoas em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia de Covid-19.

“Após apresentar para o Grupo Elo as razões que motivaram a Prefeitura de São Luís a criar uma central de atendimento nesse período de pandemia, o grupo imediatamente se prontificou em nos ajudar, por meio do setor de responsabilidade social deles. Quem ganha é a população ludovicense com a otimização dos recursos públicos e qualificação do atendimento”, explicou a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andréia Lauande acrescentando que a gestão do prefeito Edivaldo tem trabalhando no sentido de garantir que, mesmo neste momento de isolamento social, a população mais vulnerável tenha canais disponíveis para atender às demandas. .

A nova central telefônica irá funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com aumento da capacidade e qualificação do atendimento, possibilitando que a população em situação de vulnerabilidade social tenha acesso mais facilitado tanto para o atendimento tanto dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), quanto dos Centros de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), que foram incluídos também na nova central.

O call center suportará até duas mil ligações diárias. Ele trará, ainda, algumas novidades. A partir de agora, a central contará com um menu para escolha do tipo de atendimento desejado. Além de definir, inicialmente, se precisa de atendimento para os Cras ou Creas, a pessoa escolherá também que tipo de suporte precisa para cada um desses serviços.

Por meio de um menu pode-se definir para qual serviço pretende se dirigir, se Cadastro Único (inscrição ou atualização); benefícios eventuais como auxilio-funeral, auxilio-renda, auxilio-natalidade; denúncias de violação de direitos, dúvidas ou outras informações. Dessa forma, haverá maior agilidade e facilidade durante a ligação.

Para o presidente do Grupo Elo, Chris Pothakos, a parceria com a Prefeitura de São Luís, através da Semcas é uma oportunidade de assegurar a comunicação entre a população e o poder público em questão. “Um dos valores do Grupo Elo é o cuidado genuíno com as pessoas, o qual representa demonstração de atenção, cautela e prudência. Diante do momento crítico perante a pandemia, além de implementarmos medidas de controle no Grupo para preservar a saúde de nossos colaboradores, gostaríamos de deixar nossa contribuição para a sociedade, prestando-lhe um atendimento essencial”, declarou Chris Pothakos.

O Grupo Elo é um conjunto de empresas que tem como missão desenvolver e contribuir com o relacionamento entre empresas e consumidores, que nasceu em meio à transformação digital. Com modelos de atendimento personalizados e inovadores, atuam através do telefone ou dos novos meios digitais.

ATENDIMENTOS

Em função da necessidade de permanecer com os atendimentos presenciais suspensos dos 20 Cras e cinco Creas, no dia 23 de março a Semcas montou uma central de atendimento telefônico para tirar dúvidas e realizar agendamentos de situações emergenciais como os decorrentes de situações de violações de direito e benefícios eventuais. Estão mantidos ainda, os serviços emergenciais de calamidades demandados pela Defesa Civil, para casos de alagamentos e/ou desmoronamentos. Desde então, foram realizados aproximadamente oito mil atendimentos.

Entre eles: orientações sobre o Cadastro Único, esclarecimentos sobre bloqueios, desbloqueios e cancelamentos do programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entrega de cestas básicas para pessoas acompanhadas pela Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI) e Medidas Socioeducativas (MSE) e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), indicação a respeito de acolhimento institucional, Benefício Eventual de Moradia, etc.

Com a autorização pelo Ministério da Cidadania, que em medida excepcional em decorrência da Covid-19 passou a permitir a realização de cadastramento ou atualização cadastral do CadÚnico por telefone ou outro meio eletrônico, (antes poderia ser feito apenas de forma presencial, no Cras), o call center adotará a nova medida enquanto durar a portaria do Governo Federal.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!