MEIO AMBIENTE

Prefeitura de São Luís anuncia retorno da coleta seletiva e programa de desconto para incentivar descarte de recicláveis nos Ecopontos

Ação marca do Dia do Meio Ambiente e incentiva aumento da taxa de reciclagem ao mesmo tempo em que beneficia… [ ]

5 de junho de 2020

Ação marca do Dia do Meio Ambiente e incentiva aumento da taxa de reciclagem ao mesmo tempo em que beneficia a população; retorno da coleta seletiva ocorre após pausa em decorrência da pandemia de Covid-19

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado dia 5 de junho, o prefeito Edivaldo Holanda Junior reforça o programa dos Ecopontos com mais uma medida que irá incentivar a separação e descarte ambientalmente adequado dos materiais sólidos recicláveis. Os usuários dos equipamentos passarão a acumular pontos que poderão ser trocados por descontos em produtos e serviços em São Luís. Para ter acesso, a população deverá fazer um cadastro em um aplicativo que será disponibilizado ainda este mês pela Prefeitura. O prefeito também anunciou o retorno da coleta seletiva por agendamento, que havia sido suspensa em decorrência da pandemia de Covid-19, para esta segunda-feira (8) e nos Ecopontos no dia 15. As medidas fazem parte das políticas de profissionalização da gestão de resíduos sólidos implantadas em sua gestão, que tem ampliado e modernizado o sistema de limpeza urbana, atendendo a todas as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos. São Luís é a capital do Nordeste com maior taxa de reciclagem.

De acordo com o prefeito Edivaldo, a medida vai fortalecer a gestão de resíduos sólidos na cidade e preservar o meio ambiente. “Quando assumi a Prefeitura de São Luís, a cidade tinha um gargalo histórico, que era o Aterro da Ribeira, que causava uma série de problemas para a nossa cidade. Com muito trabalho, desativamos o aterro e fizemos de São Luís a capital do Nordeste que mais recicla o lixo que produz e uma das cidades brasileiras que mais cumprem a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Vamos continuar incentivando a reciclagem e o reaproveitamento de resíduos através dos Ecopontos e da coleta seletiva. Desta forma vamos também reduzir os danos ao meio ambiente”, disse o gestor municipal.

Na plataforma constarão os tipos e quantidades de resíduos descartados e a pontuação acumulada pelo usuário. A quantidade de pontos variará de acordo com o tipo e quantidade de resíduo descartados nos Ecopontos. Os pontos são cumulativos e a partir de determinada quantidade acumulada eles poderão ser trocados por descontos em produtos e serviços.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informa que a implantação do sistema de pontos é mais uma forma de modernizar o Sistema de Limpeza Urbana de São Luís. “Desde o início da gestão o prefeito Edivaldo São Luís caminha, de forma progressiva, na profissionalização da gestão de resíduos sólidos. Desativamos o Aterro da Ribeira, implantamos 20 Ecopontos, incluímos as cooperativas de catadores no nosso sistema, implantamos uma campanha permanente de educação ambiental voltada para a limpeza urbana e saímos de uma taxa ínfima de reciclagem para a liderança em toda a região Nordeste. Com mais esta medida nós reforçamos todo este trabalho, tornando o sistema de limpeza urbano mais moderno e eficiente”, disse.

ECOPONTOS

Atualmente, São Luís tem 18 Ecopontos em pleno funcionamento. Os Ecopontos foram o primeiro programa de coleta seletiva implantada em São Luís. O primeiro equipamento do tipo foi inaugurado pelo prefeito Edivaldo em maio de 2016, Ecoponto Parque Amazonas. Em quatro anos, os equipamentos já receberam mais de 36 milhões de quilos de resíduos que foram encaminhados para reciclagem.

Antes da implantação dos Ecopontos, parte significativa dos resíduos recicláveis como entulhos de obras, restos de poda e capina, móveis e eletrodomésticos sem serventia eram descartados de forma irregular nas vias públicas, formando pontos de acúmulo conhecidos popularmente nos bairros como “lixões”. Os equipamentos garantem à população a separação e descarte ambientalmente adequado dos resíduos sólidos, evitando que sejam despejados de maneira irregular nas vias públicas, o que causam problemas de saúde e ambientais.

Estão em fase final de construção os ecopontos Centro e Vila Isabel, além de dois galpões de triagem de materiais recicláveis que serão cedidas às cooperativas de catadores de São Luís com todo o maquinário necessário para profissionalizar o trabalho.

COLETA SELETIVA

O serviço de coleta seletiva domiciliar por agendamento voltará a ser ofertado pela Prefeitura de São Luís a partir de segunda-feira (8). Já a coleta seletiva feita por meio de entregas nos Ecopontos, que também estava suspenso por conta da pandemia, reinicia no próximo dia 15.

A coleta seletiva domiciliar é feita por agendamento e pode ser solicitada via celular pelo número (98) 99188-9990 (WhatsApp). É possível solicitar a coleta seletiva quando a quantidade de material acumulado seja igual ou superior a 100 litros, ou seja, um saco de lixo grande.

Durante o atendimento pelo WhatsApp a coleta seletiva será agendada, com o prazo para retirada do material em até 72h, de segunda a sábado. O material não deve ser disposto na rua, pois a coleta seletiva irá bater na porta para receber o material ou pedir para interfonar, no caso de condomínio. O material coletado será entregue às cooperativas de catadores que realizam o serviço de triagem e encaminham para a reciclagem, que possibilita que menos recursos ambientais sejam utilizados nos processos de consumo.

RECICLAGEM

Hoje, São Luís tem o maior índice de reciclagem da região Nordeste, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento (SNIS). São Luís recicla 5,44% de todo o lixo que produz. Quando o prefeito Edivaldo assumiu a gestão, em 2013, a capital reciclava apenas 0,12% do lixo que produzia. Além de São Luís, somente João Pessoa (PB) tem taxas superior a 1% na região.

São Luís é também uma das cidades brasileiras que mais atendem às determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), fazendo a destinação adequada dos resíduos em um dos aterros sanitários mais modernos do país, a Central de Gerenciamento Ambiental Titara. A Prefeitura mantém ainda ações permanentes de educação ambiental por meio da Campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza; e inseriu as cooperativas de catadores de materiais recicláveis ao sistema de limpeza urbana, gerando emprego e renda para estes profissionais.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!