ASSISTÊNCIA SOCIAL

Prefeitura de São Luís entra na fase final da reforma de espaço que abrigará primeira Instituição de Longa Permanência de Idosos da capital

Espaço será localizado no bairro Olho d’Água e será destinado a pessoas acima de 60 anos que necessitam de cuidados… [ ]

5 de agosto de 2020

Espaço será localizado no bairro Olho d’Água e será destinado a pessoas acima de 60 anos que necessitam de cuidados específicos ou estejam com vínculos familiares rompidos; iniciativa reforça ações colocadas em prática pelo prefeito Edivaldo na área de Assistência Social

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior segue avançando no processo de adequação do espaço onde deverá funcionar a primeira Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) da capital, localizada no bairro Olho d’Água. A unidade, cujas obras de reforma estão na etapa final, será destinada a pessoas com idade a partir de 60 anos, com diferentes necessidades e graus de dependência, que não dispõem de condições para permanecer na família ou para aqueles que se encontram com vínculos familiares fragilizados ou rompidos, em situações de negligência familiar ou institucional, sofrendo abusos, maus-tratos e outras formas de violência, ou com a perda da capacidade de autocuidado.

“O nosso principal objetivo com a abertura dessa unidade de longa permanência é ampliar a atenção e o cuidado com os idosos de nosso município, sobretudo os mais vulneráveis. Nesse espaço, vamos garantir que os idosos tenham a assistência necessária e que recebam cuidados de saúde, psicológico, entre outros”, destacou o prefeito Edivaldo, que vem realizando importantes investimentos no âmbito da assistência social de São Luís.

Nesta etapa da obra de adequação da casa em que funcionará a instituição, a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), em conjunto ao Instituto Pobres Servos da Divina Providência, parceiro da Prefeitura que vai gerir a casa, estão realizando os acabamentos necessários para inauguração, prevista para setembro, além de buscarem autorizações junto aos órgãos sanitários para que a unidade possa funcionar em conformidade aos padrões necessários, inclusive aos que estão sendo preconizados por organizações internacionais, nacionais e estaduais, em razão da pandemia.

Quando inaugurado, o espaço oferecerá serviços como dormitórios separados; salas para atividades coletivas e de vivência, entre outros, para um total de 20 idosos (10 homens e 10 mulheres). Os acolhidos terão à disposição uma equipe multiprofissional, que será composta por assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem; cuidadores sociais, entre outros. Vale lembrar que a Semcas já realizou concurso – o segundo de sua história – para recrutar profissionais capacitados que prestarão serviços na ILPI.

“Antes mesmo de iniciar a implantação dessa ILPI, já realizávamos atendimentos a pessoas idosas dentro dos nossos abrigos. Portanto, a instituição vem qualificar essa iniciativa, trazer um serviço específico, em lugar próprio, com toda adaptação e cuidado pensado para a população idosa. Teremos um espaço totalmente adequado, obedecendo as normas de acessibilidade e segurança, com todo conforto para atender com muito carinho aqueles idosos que sofrem pelas mais diversas causas”, destacou a titular da Semcas, Andréia Lauande.

AVANÇOS

Com o compromisso de manter o atendimento da política da Assistência Social, a gestão do prefeito Edivaldo tem conseguido contabilizar avanços importantes no setor. A rede de assistência social da Prefeitura de São Luís é formada por 20 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), cinco Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas)  e 12 unidades de acolhimento, que funcionam 24h.

Integram ainda as políticas de assistência social do município duas unidades do Serviço Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), duas unidades Centro-Dia, sendo um voltado para adultos e o outro para crianças de 0 a 6 anos com deficiência. A Prefeitura mantém ainda o serviço de acolhimento Família Acolhedora, voltado para crianças e adolescentes vítimas de violações de direitos.

A inclusão de novos servidores ao quadro de funcionários da Semcas é outro grande avanço. Por meio do segundo concurso público da história da secretaria foram empossados servidores para as áreas de assistência social, psicologia e direito. Os profissionais estão atuando nos Cras, Creas, nas Unidades de Acolhimento Institucional, entre outras.

Além disso, 11 unidades de atendimento em assistência social da rede municipal foram reformadas. a exemplo dos Cras do Coroadinho e Bequimão, Centro de Convivência da Vila Luizão, Circo Escola, Creas do Sol e Mar e Coroadinho entre outras.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!