REVITALIZAÇÃO

Prefeitura de São Luis iniciará mais uma etapa de implantação de paralelepípedos na reforma do Largo do Carmo e Praça João Lisboa

A Prefeitura de São Luis, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), dará início, neste domingo (2), a… [ ]

31 de julho de 2020

A Prefeitura de São Luis, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), dará início, neste domingo (2), a mais uma etapa de retirada do piso da obra de revitalização do Largo do Carmo, Praça João Lisboa, Rua de Nazaré e entorno. A obra, que entra na terceira fase de retirada de piso, agora avança para a Rua do Sol e contorno do Largo do Carmo, ampliando para mais 120 metros de retirada de asfalto que está sendo substituído por paralelepípedos. Os serviços fazem parte do programa São Luís em Obras e é realizada em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), somando-se ao amplo pacote de revitalização do Centro Histórico de São Luís realizado pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Os serviços, iniciados no mês de fevereiro deste ano, já avançaram pelas ruas Humberto de Campos, saída da Rua da Paz até a Junta Comercial dos Correios, retirando destes locais 220 metros de asfalto. “A previsão é liberar, até segunda-feira (3), as vias que estavam recebendo paralelepípedo e já no domingo (2), iniciamos a nova etapa de substituição de piso”, detalhou o presidente do Impur, Fábio Henrique Carvalho.

Na região do entorno do Largo da Carmo, ainda serão substituídos os pavimentos da Rua de Nazaré, Rua da Palma, além da extensão que contorna o Banco do Estado do Maranhão, totalizando mais 165 metros de piso, além da parte elétrica e tubulação. “Caminhando paralelamente à substituição de todo o piso, temos a reformulação da parte elétrica e da tubulação, obedecendo as especificações técnicas do projeto apresentado pelo IPHAN”, pontuou Fábio Henrique Carvalho.

OBRA

Já foi iniciada a restauração dos dois importantes símbolos da região: o relógio e as estátuas de João Lisboa e do Frei Capuchinho Carlos Olearo. O espaço também será contemplado novo projeto paisagístico, troca de mobiliário urbano, com bancos, lixeiras e abrigos, para um melhor conforto para os frequentadores da área.

As obras de intervenção compreendem ainda a ampliação dos espaços para pedestres, com adequação total às normas de acessibilidade. O projeto prevê também a criação de uma rampa de acesso entre o Largo e a Igreja do Carmo e o reordenamento do serviço de engraxate, para desenvolvimento da atividade tradicionalmente realizada há décadas no espaço. Todos os elementos vão compor os cerca de 12 mil metros quadrados de área restaurada.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!