SÃO LUÍS

Prefeitura realiza ação de conscientização sobre limpeza das praias da capital

A Prefeitura de São Luís segue desenvolvendo ações para melhorar os serviços de limpeza urbana na orla da capital e,… [ ]

1 de setembro de 2019

A Prefeitura de São Luís segue desenvolvendo ações para melhorar os serviços de limpeza urbana na orla da capital e, neste fim de semana, realizou uma ação de educação ambiental ao longo da Avenida Litorânea para chamar a atenção dos banhistas para a importância do descarte ambientalmente adequado do lixo na praia para combater a poluição marinha. A ação faz parte da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza e integra a macropolítica de gestão de resíduos sólidos implantada pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Durante o fim de semana, o Cidadão Limpeza Cidade Beleza e as equipes de educação ambiental do Comitê Gestor de Limpeza Urbana estivem conversando com os frequentadores da orla de São Luís sobre os riscos causados pelo descarte irregular de resíduos. A população também recebeu dicas de como frequentar a praia sem poluir e ainda participou de um jogo de perguntas e respostas que teve como brinde um canudo de metal reutilizável.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destacou que o descarte correto do resíduo na praia é mais um meio de preservar esse ecossistema. “O descarte irregular é um desafio que todas as cidades enfrentam. São Luís é uma cidade com vasta área de mangue e com muitos rios, então, parte do lixo que é descartado irregularmente nas ruas acaba indo parar nestes ambientes. Por orientação do prefeito Edivaldo estamos fortalecendo nossas ações de educação ambiental e nosso esforço operacional para garantir que nossa orla, rios e mangues estejam limpos e não sofram com as consequências da poluição”, disse.

DIA MUNDIAL DA LIMPEZA DE PRAIA

Durante a ação, os frequentadores da orla de São Luís também foram informados e convidados a participarem da segunda edição do Dia Mundial de Limpeza de Praia. Este ano, o evento realizado pela Prefeitura de São Luís em parceria com diversas entidades de proteção ambiental ocorre no dia 22 de setembro, um domingo.

No Dia Mundial de Limpeza de Praia, agentes de limpeza urbana da Prefeitura, voluntários, banhistas e a população em geral farão a catação de todos os resíduos encontrados ao longo da faixa de areia da orla da capital. A ação é um momento de mobilização social para os prejuízos causados pelo descarte irregular e a poluição marinha.

SERVIÇOS DE LIMPEZA NA ORLA

Desde o dia 14 de agosto, a Prefeitura de São Luís tem feito o reordenamento dos serviços de limpeza na orla. Com o novo modelo, cada bar precisa fazer o acondicionamento dos seus resíduos em suas dependências e não mais dispor na via pública, bem como entregar diretamente ao agente de limpeza urbana em horários pré-determinados.

Também foi feita a substituição e instalação de novas lixeiras para uso dos frequentadores da via. Hoje, no local, há uma lixeira a cada 50 metros que deve ser usada para descarte de garrafa PET, resíduos de papel e outros de pequenos volumes. Para as residências ao longo da via, o serviço de coleta não será alterado, cabendo aos moradores fazer a disposição do resíduo doméstico, conforme os dias e horários da coleta.

Os demais serviços de limpeza da Avenida Litorânea seguirão sendo prestados regularmente e serão reforçados. Todos os dias são executadas ações de varrição, catação e remoção dos resíduos descartados na faixa de areia ou na área urbanizada da praia. Além dos agentes de limpeza, são utilizadas ainda caçambas e retroescavadeiras para recolher o lixo descartado irregularmente na praia. Na faixa de areia ao longo da Avenida Litorânea, uma das principais áreas turísticas da cidade, é mantida ainda um plantão de varrição todos os domingos.

Além disso, a Prefeitura mantém constante diálogo com entidades nacionais e internacionais do setor de modo a tornar as políticas de limpeza urbana mais eficazes na cidade. Em julho foi assinado um acordo de parceria internacional entre São Luís e a Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA, na sigla em inglês), entidade sueca representada no Brasil pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), para que seja realizado um estudo para diagnosticar o tipo de resíduo produzido em São Luís, a origem dos descartes irregulares e que medidas podem ser tomadas para combater o problema. A assinatura ocorreu durante a Conferência Internacional de Prevenção e Combate ao Lixo no Mar, que ocorreu em São Luís, fazendo da cidade a primeira capital brasileira a assinar o acordo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!