ASSISTÊNCIA SOCIAL

Prefeitura de São Luís segue com plano de contingência devido ao coronavírus e assegura atendimento à população em situação de rua

O plano de contingência inclui a implantação de um call center, já está em funcionamento; a convocação de assistentes sociais… [ ]

25 de março de 2020

O plano de contingência inclui a implantação de um call center, já está em funcionamento; a convocação de assistentes sociais e psicólogos aprovados no último concurso público e de cuidadores sociais aprovados em seletivo

A Prefeitura de São Luís tem trabalhando na garantia da assistência às pessoas em situação de rua, sobretudo neste período que favorece o surgimento de síndromes respiratórias como o H1N1 e em atenção à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Assim, a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), continua a trabalhar no plano de contingência para atendimento à esta parcela da população e em observância às medidas implantadas pela Prefeitura. O plano de contingência inclui o reforço das equipes da assistência com a convocação de assistentes sociais e psicólogos aprovados no último concurso público, cuidadores sociais aprovados em seletivo e a implantação de uma Central de Atendimento telefônico através do número (98) 2108- 5900 para tirar dúvidas e realizar esclarecimentos.

O Serviço de Abordagem Social, operacionalizado nos espaços públicos está trabalhando em sistema de ronda, acompanhados de profissionais de saúde para identificação e encaminhamento de possíveis emergências encontradas entre a população em situação de rua.

A equipe também está distribuindo máscaras e trabalhando no processo de convencimento para que as pessoas aceitem os acolhimentos que estão sendo ofertados, visto que nenhuma das medidas pode resultar em internação compulsória indiscriminada de pessoas em situação de rua.

“As equipes da Prefeitura atuam intensamente para encontrar soluções capazes de diminuir a circulação desse público nas ruas, bem como, respeitar as determinações das autoridades de saúde. Não podemos tirar as pessoas das ruas e aglomerá-las em espaços alternativos, sem seguir as devidas orientações de precaução, do contrário estaremos contribuindo para a disseminação da Covid-19”, esclareceu a gestora da pasta, Andréia Lauande.

Após as determinações que alterou a rotina nos Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop), em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura de São Luís irá assegurar que as pessoas que vivem em situação de rua possam ficar abrigadas nos alojamentos do estádio Castelão, que deverá receber as pessoas nos próximos dias. Paralelo a isso, a secretaria está transformando um outro espaço em uma unidade de acolhimento para pessoas que precisem de isolamento. Outra medida foi possibilitar vagas com instituições parceiras que já possuem estruturas montadas para esse fim.

“A situação exige uma grande articulação entre vários entes. Outra ação é ampliação do Benefício Eventual de Moradia. Atualmente, 56 pessoas desse público são beneficiados, sendo 39 acompanhados pelo Centro Pop Centro e 17 pelo Centro Pop Cohab Anil ”, completou a secretária Andréia Lauande.

MUDANÇA DE ROTINA

No último domingo (22),seguindo orientação do prefeito Edivaldo, a Semcas anunciou uma série de medidas com o objetivo de evitar a disseminação das doenças respiratórias. Desde a segunda-feira (23), o atendimento ao público está suspenso na sede da secretaria, que funciona apenas para serviço administrativo interno no horário das 9h às 15h.

Já nas duas unidades do Centro Pop, o atendimento ao público permanece, com horário reduzido das 8h às 11h30. O objetivo é garantir o café da manhã, as ações de higiene pessoal ofertados nos Centros e a distribuição dos tickets refeição para acesso aos restaurantes populares. A Força Estadual de Saúde está presente nas unidades para realização de atendimentos de saúde.

Nos 20 Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e cinco Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) os atendimentos presenciais também estão suspensos, contudo, a Semcas disponibiliza uma Central de Atendimento telefônico através do número (98) 2108 5900 para tirar dúvidas e realizar esclarecimentos.

Na segunda-feira (23), o Call Center  recebeu 37 ligações com o sucesso de resolução das demandas em 100%. Os telefones corporativos das coordenadoras de Cras e Creas também estão disponíveis para prestar maiores esclarecimentos, os números estão disponíveis no site da Prefeitura de São Luís www.saoluis.ma.gov.br, na página da Semcas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!