ECONOMIA

Projetos auxiliam trabalhadores maranhenses na pandemia

Com o impacto na renda de trabalhadores maranhenses provocado pelo coronavírus, o Governo do Estado chega a este 1º de… [ ]

1 de maio de 2020

Com o impacto na renda de trabalhadores maranhenses provocado pelo coronavírus, o Governo do Estado chega a este 1º de Maio com medidas e ações para apoiar financeiramente diversas categorias. Entre elas, estão editais para gerar renda.

A mais recente iniciativa foi a expansão do número de selecionados para o edital de fabricação de máscaras direcionado a costureiros e costureiras da Ilha de São Luís e da Região Tocantina.

Inicialmente, seriam selecionados 300 profissionais para fazer 300 mil máscaras. Como a procura foi muito grande, o número foi ampliado para 442 costureiros e costureiras, que farão 442 mil máscaras.

A notícia não é boa só pra eles, mas também para a população em geral, já que as máscaras serão distribuídas aos moradores dessas regiões, que foram mais atingidas pelo Covid-19.

Artesãos

Os artesãos também foram incluídos nas ações para gerar renda. O Governo do Maranhão decidiu comprar peças desses artistas em diversas regiões do Estado.

São 2 mil peças artesanais em madeira, cerâmica, azulejaria, souvenir, biojóias feitas a partir de sementes tipicamente maranhenses, sacolas de buriti, rendas de bilro, entre outras.

“Estou muito feliz e agradecido pela lembrança pelo meu trabalho. As peças estão sendo produzidas com todo cuidado e capricho”, disse o mestre Douglas Castro, que faz trabalhos com bordados de aplicação ou de bumba-meu-boi.

Profissionais da beleza

Outra categoria que teve edital foi a dos cabeleireiros, manicures e barbeiros. Foram mais de 130 selecionados para ter complemento na renda mensal.

Eles vão vender para o Governo do Estado 4 mil vouchers em serviços de beleza que serão pagos neste mês de maio. O serviço será prestado em outubro, durante as atividades do Mês do Servidor.

O público-alvo foram profissionais autônomos de todo o Maranhão, que em sua grande maioria atende em casa.

Turismo

Foram contemplados também os profissionais do turismo. Ao todo, foram quatro editais, incluindo a compra antecipada de diárias de hotéis e pousadas em São Luís para estudantes do interior; compra antecipada de refeições para esses estudantes; compra antecipada de diárias de hotéis e restaurantes na Chapada das Mesas e nos Lençóis para divulgação turística; e contratação de guias para tour online nos principais atrativos turísticos do Estado.

“A gestão está de parabéns por este grande projeto e que repercutiu positivamente para nossa classe”, afirmou o guia de turismo e presidente do Sindicato Estadual dos Guias de Turismo do Maranhão, André Gutemberg.

Arte

O projeto Conexão Cultural surgiu para ajudar os artistas maranhenses, que ficaram sem locais para se apresentar. Logo, sem renda também.

Dois editais selecionaram 650 artistas de várias modalidades culturais, como artes visuais, arte urbana, bandas de todos os gêneros, músicos de voz e violão, circo, dança, DJs, grupos instrumentais, performances teatrais e shows de humor.

“Esse edital pra mim foi uma boa iniciativa do Estado, uma forma de não desamparar os músicos. Uma iniciativa excelente e necessária que eu acho que deve permanecer em apoio à classe artística enquanto a pandemia não acabar”, diz o multi-instrumentista e produtor musical Sandoval Filho.

Sine

Os trabalhadores maranhenses também podem contar com o Sistema Nacional de Emprego (Sine) mesmo nesta pandemia. Foi adotado o trabalho de forma remota para auxiliar os trabalhadores que precisam habilitar o seguro-desemprego.

Os atendimentos estão sendo realizados por e-mail (segurodesemprego.sine@setres.ma.gov.br), telefone (98 98814-8614) e redes sociais da Secretaria do Trabalho e da Economia Solidária. O horário de atendimento é das 8h às 17h.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!