São João de Todos 2018 homenageará o Bumba Meu Boi Costa de Mão

Os festejos juninos deste ano, promovidos pelo Governo do Maranhão em parceria com a Prefeitura de São Luís, terão como grande homenageado um dos mais peculiares sotaques de bumba meu boi, o Costa de Mão.

Os festejos juninos deste ano, promovidos pelo Governo do Maranhão em parceria com a Prefeitura de São Luís, terão como grande homenageado um dos mais peculiares sotaques de bumba meu boi, o Costa de Mão. A ideia é valorizar esses grupos que têm um estilo único, conhecido pela batida do pandeiro que é feita com as costas das mãos e um ritmo cadenciado marcado por instrumentos de percussão.

Na programação do São João de Todos 2018, os grupos de Bumba meu boi Costa de Mão foram contemplados com apresentação de abertura em todos os arraiais oficiais. A ideia é dar maior visibilidade a esse estilo de Bumba-meu-boi, levando toda a magia e brilho para o público.

Para o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Diego Galdino, valorizar os Bois Costa de Mão significa evidenciar todo o conjunto cultural do Bumba meu boi do Maranhão. “É preciso manter viva essa brincadeira, com sua diversidade de estilos e riqueza de expressões. Este ano, esperamos repetir o sucesso que é o São João de Todos, uma festa democrática com um maior número de brincadeiras, feita para encantar o público com tradição e diversidade cultural”.

Conforme levantamento feito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (Iphan), de um total de 18 grupos identificados no estado, de 2001 a 2017, apenas seis ainda estão em atividade e destes, somente quatro fizeram apresentações públicas em 2017.

O presidente do Conselho Estadual de Cultura, Neto de Azile, afirmou que a campanha pela valorização dos bois de Costa de Mão é fundamental por se tratar de um bem cultural em risco. “A ideia é dar visibilidade e assegurar o reconhecimento da expressão como parte do conjunto de sotaques do Bumba-meu-boi. A extinção de um sotaque pode inclusive comprometer a revalidação do título de patrimônio cultural brasileiro atribuído ao Bumba meu boi”, alertou.

Os grupos de Bumba meu boi, sotaque Costa de Mão, são originários da região do Litoral Ocidental Maranhense, tendo como berço o município de Cururupu. Tem um ritmo cadenciado marcado por instrumentos de percussão, como caixa, maracá e pandeiro.

A indumentária é caracterizada pela riqueza dos bordados em calças, casacos e chapéus. São originários de grupos dos municípios de Cururupu, Serrano do Maranhão, Bacuri e São Luís. Na cultura popular maranhense, representam, com o sotaque de Zabumba, a identidade do povo negro dentro do Bumba-meu-boi.

Prévias e temporada Junina

O São João de Todos 2018 dá início à sua programação nesta sexta-feira, 1º de junho, com a programação das prévias juninas que acontecem a partir das 18h, no Canto da Cultura, localizado no cruzamento das ruas Portugal e da Estrela, na Praia Grande, centro histórico. Aos domingos, o Pré São João também conta com programação especial no Parquinho da Litorânea. No canto da cultura as prévias acontecem sempre às sextas-feiras e no Parquinho da Litorânea, sempre aos domingos.

A temporada oficial do São João de Todos 2018 será realizada de 15 de junho a 1º de julho com festejos em vários pontos de São Luís e Imperatriz. Na capital os arraiais oficiais serão no Ipem (Centro Social dos Servidores do Estado), Vila Palmeira, Praça Maria Aragão e Nauro Machado no centro histórico (somente às sextas-feiras).

Os arraiais de bairros, que contam com apoio do Governo do Estado, levarão alegria e tradição para o João Paulo, Bairro de Fátima, João de Deus, Liberdade, Cohatrac, Anil, Anjo da Guarda, Cidade Operária, Vila Embratel, Largo Santo Antônio (no período de 23 a 30 de junho), e Cohajap (de 1º a 13 de junho).

Os espaços vão oferecer ao público uma vasta programação com uma média de seis apresentações por noite entre shows e apresentações de brincadeiras que valorizam a riqueza e diversidade de expressões da cultura popular, além de comércio de pratos típicos da gastronomia maranhense e peças do artesanato.

O Governo do Estado apoia, ainda, as tradicionais festas, como a Festança Junina do Ceprama, o Encontro de Gigantes, os encontros de grupos de Bumba Meu Boi da Capela de São Pedro (29), na Madre Deus, o festejo de São Marçal (30), no bairro do João Paulo, o Festival de Zabumbas e o Encontro de Miolos de Boi.

Deixe uma resposta