Saúde promove ciclo de palestras sobre prevenção ao suicídio

Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promove atividades sobre prevenção ao suicídio nas unidades… [ ]

28 de setembro de 2017

Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promove atividades sobre prevenção ao suicídio nas unidades da rede estadual. Na quarta-feira (27), a Unidade de Acolhimento Estadual, localizada na Cohab, realizou ciclo de palestras em alusão ao Setembro Amarelo.

A diretora da Unidade de Acolhimento, Lucilene Castro, alerta para prevenção. “Assim como outras doenças, adotar certas atitudes pode ajudar, e muito, na prevenção ao suicídio.

Pacientes com depressão, transtorno bipolar, transtorno relacionados ao uso de drogas lícitas ou ilícitas, esquizofrenia e transtorno de personalidade fazem parte do grupo de risco. Desta forma, a identificação e o tratamento de distúrbios mentais pelo médico e familiares estão entre os principais fatores de proteção na prevenção do suicídio”, explicou a psicóloga Lucilene Castro.

As palestras abordaram a rede de atenção psicossocial. “Ouvir a pessoa que tem ideação suicida é o primeiro passo. Muitas vezes ela só precisa conversar e desabafar. Outro passo importante é não ignorar os alertas de socorro, como as mudanças de comportamento, acontecimentos traumáticos, uso diário de álcool e drogas, e os transtornos mentais, como depressão, bipolaridade e de personalidade”, explicou o diretor do Hospital Nina Rodrigues, Ruy Ribeiro Morais Cruz.

Unidade de Acolhimento
O paciente que chega à Unidade de Acolhimento Estadual foi direcionado pelo Caps AD, e pode ficar internado no período de 30 dias a seis meses, dependendo de caso. A unidade, que tem capacidade para receber 21 pacientes, possui uma equipe multiprofissional, formada por enfermeiros, psicólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, elabora um cronograma de atividade individual para cada paciente.

Dia D
Nesta quarta (27), ocorreu o Dia D de Sensibilização no Hospital Dr. Carlos Macieira com palestras ‘Suicídio, falar é a melhor solução’, com a psicóloga e Major Cristiane Castro; em seguida, o tema ‘Valorização da vida, um desafio na atualidade’, com o terapeuta ocupacional Bruno Amadeu. No período da tarde foi apresentada a palestra ‘Prevenção ao Suicídio, Tabu Social’, com o psicólogo Ruy Ribeiro Morais Cruz, diretor do Hospital Nina Rodrigues.

“A ação de hoje é voltada aos profissionais da assistência com o objetivo de reforçar a importância da notificação adequada dos casos de tentativa de suicídio para melhor acolher este paciente e oferecer o suporte adequado”, explicou a psicóloga Cristiane Castro.

Na última terça-feira (26), uma blitz educativa sobre o Setembro Amarelo marcou o primeiro dia de ações em alusão ao mês na unidade. Com o tema ‘Falar é a Melhor Opção’, as psicólogas Roberta Oliveira e Poliana Braga percorreram todos os quartos do Macieira informando sobre os principais fatores de risco do suicídio para pacientes, acompanhantes e visitantes.

A psicóloga do HCM, Roberta Oliveira, ressaltou que o suicídio é um mal silencioso, pois em geral há um receio em falar sobre o assunto. “As ações do Setembro Amarelo do HCM foram pensadas para conscientizar tanto os pacientes, quanto acompanhantes e funcionários que esse é um problema que pode afetar qualquer pessoa. E é preciso estar alerta a alguns comportamentos que revelam ideias suicidas e sempre buscar a ajuda do profissional especializado”.

De Secap

0 Comentários

Deixe o seu comentário!