24/Jun/2019 23:02:14
Publicidade

Tiroteio contra família de ciganos deixa quatro mortos em Coelho Neto

Entre as vítimas está uma criança de 3 anos, que levou um tiro na cabeça e está em estado grave.

As informações da polícia dizem que quatro homens do lado de fora do mercado, dois em uma motocicleta e dois em um carro, aguardavam a família sair do local. Assim que isso aconteceu, eles iniciaram os disparos contra a família rival.

Os atiradores mataram quatro membros da família e deixaram outros quatro gravemente feridos. Entre as vítimas está uma criança de 3 anos, que levou um tiro na cabeça e está em estado grave. Quando a Polícia Militar chegou ao local, os responsáveis pelo crime já haviam fugido a caminho do povoado de Brejinho.

A PM conta que os dois atiradores que estavam na moto evadiram primeiro e os outros dois abandonaram o veículo Fiat Strada em que estavam, tomaram uma motocicleta de assalto e fugiram com ela logo depois. Na estrada, porém, a segunda moto parou de funcionar. Por causa disso, os dois homens a abandonaram e entraram no matagal.

A Polícia pediu reforços de Caxias e está fazendo o cerco na área à procura dos dois criminosos da família rival. De acordo com o Coronel Márcio Silva, do 2º Batalhão da Polícia Militar, a briga entre as duas famílias ciganas já tem muitos anos. “Essa richa [desta manhã] aconteceu por causa de crimes anteriores contra a família. Foi uma questão de vingança”, explica. As famílias ciganas têm ligações não só em Coelho Neto, mas também em Caxias, Chapadinha e Alto Alegre do Maranhão.

Somente três das quatro pessoas mortas foram identificadas: José de Ribamar da Silva Castro, Antônio José da Silva Costa, Antônio Francisco da Silva Costa. As vítimas feridas, Francisco Camilo da Rocha, Raimundo Nonato da Silva Costa e Maria Antônia da Silva Costa, foram conduzidas para a UPA e transferidas para Timon. A criança, Francisco Guilherme da Silva Costa, foi encaminhada ao Hospital de Presidente Dutra em estado grave.

Deixe uma resposta