SAÚDE

Vacinação contra H1N1 no Maranhão já imunizou mais de 38% do público-alvo da primeira fase

A primeira fase da campanha de vacinação contra a Influenza A (H1N1) começou no dia 23 de março e já… [ ]

12 de abril de 2020

A primeira fase da campanha de vacinação contra a Influenza A (H1N1) começou no dia 23 de março e já atingiu 38,31% do público alvo em todo o Maranhão, o que corresponde a 670.804 doses aplicadas e 1.750.912 pessoas imunizadas. O resultado do trabalho é fruto da parceria entre o poder público estadual e os municípios que recebem a vacina disponibilizada pelo Governo Federal. Juntos, Estado e municípios planejam a melhor forma, de acordo com a realidade de cada local, para atingir a meta de cobertura vacinal estabelecida, que é no mínimo 90% de cada um dos grupos prioritários.

Na primeira fase, o grupo prioritário são os idosos (60 anos e mais), trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 6 anos. Deste grupo, 20,35% das crianças já foram imunizadas, 81,77% dos trabalhadores da saúde e 70,59% dos idosos.

A Superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Melo, explica que mesmo depois do término da primeira fase, o público prioritário ainda pode procurar os postos de saúde para fazer a imunização até que a meta de 90% seja atingida, porém, destaca que qualquer tipo de aglomeração deve ser evitado. “É importante respeitar o cronograma e método utilizado por cada município durante a campanha de vacinação, para evitar aglomerações, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde para evitar a transmissão do Covid-19, disse.

Em São Luís, por exemplo, a campanha de vacinação foi dividida em fases e está imunizando idosos a partir dos 60 anos e crianças de seis meses até seis anos, por ordem alfabética. A vacinação está sendo realizada em postos de saúde, residências, condomínios e no sistema drive-thru, fruto de parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís executada com o objetivo de evitar as aglomerações.

A vacina da rede pública previne contra três tipos de vírus Influenza, sendo dois do tipo A (H1N1 e H3N2) e um do tipo B.

Na segunda fase da campanha, que começa no dia 16 de abril, foram acrescentados ao público-alvo, caminhoneiros, motoristas de transportes coletivo e trabalhadores portuários, as três categorias se juntam ao grupo prioritário que também contempla doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento.
Com isso, os professores, tendo em vista que as aulas estão suspensas, passam a integrar o grupo prioritário da terceira fase da campanha.

A campanha segue até o dia 22 de maio. A partir de 16 de abril (2ª fase) serão vacinados caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; já a partir de 9 de maio (3ª fase), entre os que serão vacinados estão professores, gestantes, puérperas, povos indígenas, pessoas acima dos 55 anos e pessoas com deficiência.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!